Londres

Harrods vai retirar memorial dedicado à princesa Diana

harrods

Os armazéns de luxo Harrods, em Londres, deverão retirar o memorial dedicado à princesa Diana de Gales e a Dodi Fayed, revelou a imprensa britânica.

Os armazéns de luxo Harrods, em Londres, deverão retirar o memorial dedicado à princesa Diana de Gales e a Dodi Fayed, revelou a imprensa britânica.

De acordo com a BBC e o The Times, a estátua de bronze, com uma representação de Diana e Dodi Fayed, deverá ser devolvida ao milionário egípcio Mohammed Al Fayed, antigo proprietário do Harrods.

O diretor do Harrods decidiu retirar o memorial depois de se saber que o Palácio de Kensington planeia erguer uma estátua a representar Diana.

O empresário tinha encomendado a estátua de bronze em homenagem ao filho, que morreu com a princesa de Gales, num acidente de carro em Paris, em 1997.

A estátua foi colocada no interior do Harrods em 2005.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

O ministro das Finanças, Mário Centeno (C), acompanhado pelos secretários de Estado, da Administração e do Emprego Público, Maria de Fátima Fonseca (E), dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes (2-E), do Orçamento, João Leão (2-D), e do Tesouro, Álvaro Novo (D), fala durante conferência de imprensa sobre a proposta do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019), realizada no Salão Nobre do Ministério das Finanças, em Lisboa, 16 de outubro de 2018. Na proposta de OE2019, o Governo estima um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,2% no próximo ano, uma taxa de desemprego de 6,3% e uma redução da dívida pública para 118,5% do PIB. No documento, o executivo mantém a estimativa de défice orçamental de 0,2% do PIB no próximo ano e de 0,7% do PIB este ano. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Conheça as principais medidas do Orçamento do Estado para 2019

O ministro das Finanças, Mário Centeno (C), acompanhado pelos secretários de Estado, dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes (E), do Orçamento, João Leão (2-D), e o Adjunto e das Finanças, Ricardo Mourinho Félix (D), fala durante conferência de imprensa sobre a proposta do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019), realizada no Salão Nobre do Ministério das Finanças, em Lisboa, 16 de outubro de 2018. Na proposta de OE2019, o Governo estima um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,2% no próximo ano, uma taxa de desemprego de 6,3% e uma redução da dívida pública para 118,5% do PIB. No documento, o executivo mantém a estimativa de défice orçamental de 0,2% do PIB no próximo ano e de 0,7% do PIB este ano. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Dos partidos aos sindicatos, passando pelo PR, as reações ao OE 2019

Outros conteúdos GMG
Harrods vai retirar memorial dedicado à princesa Diana