IHRU recebeu 1806 pedidos de empréstimos

Miradouro da Graça, em Lisboa. (Orlando Almeida / Global Imagens)
Miradouro da Graça, em Lisboa. (Orlando Almeida / Global Imagens)

Valor total de crédito pedido atinge 3,5 milhões de euros.

O Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) recebeu 1806 pedidos de empréstimos no primeiro mês do apoio extraordinário ao pagamento de rendas que prevê crédito a inquilinos com rendimentos diminuídos devido à pandemia.

Em comunicado, o Ministério das Infraestruturas e da Habitação indica esta sexta-feira que, no primeiro mês da medida, que teve início a 15 de abril, o IHRU recebeu 1806 pedidos de crédito: 1796 por parte de arrendatários e 10 de senhorios.

O valor global dos apoios é de 3,5 milhões de euros e os pedidos abrangem 143 concelhos, com Lisboa, Porto e Setúbal a concentrarem o maior número, seguidos de Braga e Faro.

O balanço é feito no dia em que o Conselho de Ministros deu luz verde a uma proposta de lei que prevê o prolongamento da medida por mais dois meses, até 1 de setembro. A legislação em vigor previa que terminasse um mês após o fim do estado de emergência, que deixou de vigorar às 24h de 2 de maio.

O objetivo de prorrogar o prazo da medida é justificado com o facto de esta ter sido “aquela que se revelou mais favorável e vantajosa, quer para as famílias quer para os senhorios, neste período de pandemia covid-19”.

“Este apoio assegura que as famílias têm o tempo e as condições necessárias para retomar as suas vidas com normalidade, prevendo que a regularização dos valores em dívida seja dilatada no tempo e evitando-se assim a sobrecarga com os encargos habitacionais. Permite também aos senhorios o recebimento atempado das rendas devidas”, refere o comunicado do governo.

Os empréstimos do IHRU destinam-se a casos de inquilinos com quebras de rendimento superiores a 20% e que enfrentem uma taxa de esforço com o arrendamento superior a 35% dos rendimentos da família. Preveem um período de carência até 31 de dezembro, “mas nunca inferior a seis meses”, com o reembolso dos valores a ser feito em prestações mensais em duodécimos do valor da renda.

Atualizado com mais informação às 20h44

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
7. Aeroporto de Londres Heathrow

Oficial. Portugal fora do corredor turístico do Reino Unido

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Decisão do Reino Unido é “absurda”, “errada” e “desapontante”, diz Santos Silva

O primeiro ministro, António Costa.     MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

António Costa admite despedimentos na TAP com menos rotas e aviões

IHRU recebeu 1806 pedidos de empréstimos