Imigração aumenta na Suíça

Imigração aumenta na Suíça
Imigração aumenta na Suíça

A imigração na Suíça aumentou 15% em 2011 face ao ano anterior, de acordo com as estatísticas do Gabinete Federal das Migrações (OMD) publicadas hoje na imprensa suíça.

Em 2011, cerca de 75 mil pessoas instalaram-se na Suíça, afirmou o porta-voz do ODM, Michael Glauser, interrogado pela agência noticiosa helvética ATS.

Esta é a primeira vez em dois anos que a imigração cresce na Suíça, sendo que a maioria destes imigrantes são oriundos de estados membros da União Europeia.

A introdução em maio de 2011 da total liberdade de circulação para oito novos estados membros da UE provocou um aumento moderado da imigração vinda destes países para a Suíça, diz a ODM.

Glauser precisou que, das 75 mil novas entradas, 4.700 foram húngaros, polacos, eslovacos, eslovenos, checos ou ainda nativos dos países bálticos (Estónia, Letónia e Lituânia).

No entanto, a maioria dos imigrantes em 2011 veio dos estados membros mais antigos da UE, disse ainda o responsável.

Em outubro do ano passado, o Conselho das Comunidades Portuguesas na Suíça disse que vivem cerca de 220 mil portugueses naquele país.

De acordo com o ODM, em dezembro de 2011, viviam na Suíça, país com pouco menos de oito milhões de habitantes, 1,77 milhões de estrangeiros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Rui Freire conta com experiência na Microsoft, grupo Havas e Global Media Group. Fotografia: DR

Rui Freire passa da Microsoft para o grupo Omnicom

Seguranças não têm casas de banho, balneários ou cantina no aeroporto de Lisboa.

Trabalhadores de controlo comem na sala da máquina do raio-x do aeroporto

Fotografia: REUTERS/ Lucy Nicholson

Estes são os atores mais bem pagos do mundo, segundo a Forbes

Aplicação desenvolvida pela EPAL tem interessados em países africanos e europeus. Fotografia: Pedro Rocha/ Global Imagens

WONE já poupou 68 milhões de euros em água

Fotografia: EPA/DAVE HUNT

Uber perde mais de mil milhões de euros no primeiro semestre

arranjar emprego

Gig economy. A nova moda do mercado laboral não serve a Portugal

Conteúdo Patrocinado
Imigração aumenta na Suíça