Incêndios

Incêndios. Governo aloca mais de 4,5 milhões para recuperar infraestruturas

Monchique 09/08/2018 - setimo dia de fogo que fustiga a serra de Monchique
Um grande incêndio florestal atinge a zona da serra de monchique pondo em perigo populações ao longo da serra 
Zona de Pedra da Negra onde se deu o inicio do fogo de 2018 e se vê  uma grande area de plantação de eucaliptos 

(Orlando Almeida / Global Imagens)
Monchique 09/08/2018 - setimo dia de fogo que fustiga a serra de Monchique Um grande incêndio florestal atinge a zona da serra de monchique pondo em perigo populações ao longo da serra Zona de Pedra da Negra onde se deu o inicio do fogo de 2018 e se vê uma grande area de plantação de eucaliptos (Orlando Almeida / Global Imagens)

O montante total alocado será distribuído pelos concelhos de Monchique, Odemira, Portimão e Silves, que foram afetados pelo incêndio.

O Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural disponibilizou mais de 4,5 milhões de euros para a recuperação das infraestruturas afetadas pelos incêndios na serra de Monchique, em Faro, bem como para o controlo da erosão, foi anunciado esta terça-feira.

“Seguiu já para publicação o aviso de abertura das medidas de estabilização de emergência do território afetado pelo incêndio que ocorreu este mês na serra de Monchique. Trata-se de um montante global que ultrapassa os 4,5 milhões de euros para apoiar as ações a implementar na região”, disse, em comunicado, o ministério liderado por Capoulas Santos.

De acordo com o Governo, “serão apoiadas ações deMonchique. Hotéis das termas salvam-se de incêndioO montante total alocado será distribuído pelos concelhos de Monchique, Odemira, Portimão e Silves, que foram afetados pelo incêndio.

Podem candidatar-se a esta medida, que se integra no Programa de Desenvolvimento Rural (PDR) 2020, autarquias ou outras entidades públicas, produtores, organizações de produtores e associações de produtores, tais como Zonas de Intervenção Florestal.

As candidaturas iniciam-se na quinta-feira e prolongam-se até 30 de setembro.

Em 22 de agosto, o Governo anunciou a abertura de candidaturas, até ao final de setembro, para apoiar com cinco milhões de euros os agricultores afetados pelos incêndios de Monchique, Portimão e Odemira, visando a reposição de animais e culturas.

Em comunicado, o Ministério da Agricultura explicou, na altura, que, ao todo, estão disponíveis cinco milhões de euros “para dar resposta a prejuízos de agricultores das freguesias afetadas pelo incêndio”, visando assim “a reposição de animais, culturas permanentes, máquinas e equipamentos agrícolas, armazéns e outras infraestruturas de apoio à atividade agrícola”.

O incêndio rural, combatido por mais de mil operacionais e considerado dominado no dia 10 de agosto, deflagrou no dia 03 à tarde, em Monchique, distrito de Faro, e atingiu também o concelho vizinho de Silves, depois de ter afetado, com menor impacto, os municípios de Portimão (no mesmo distrito) e de Odemira (distrito de Beja).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
REUTERS/Pedro Nunes/File Photo

Programa de arrendamento acessível arranca a 1 de julho. Tudo o que deve saber

O presidente do Concelho de Administração do banco BPI, Pablo Forero. TIAGO PETINGA/LUSA

Moody’s baixa rating do BPI para lixo

DHL Express Store2

DHL Express vai investir até 600 mil euros em rede de lojas pelo país

Outros conteúdos GMG
Incêndios. Governo aloca mais de 4,5 milhões para recuperar infraestruturas