Guimarães

Incubadora de Base Rural com candidaturas abertas

Cada vez mais, a tecnologia é posta ao serviço da agricultura.
Cada vez mais, a tecnologia é posta ao serviço da agricultura.

Ajuda à elaboração de um plano de negócios é a segunda etapa do programa de incubação e as candidaturas podem se submetidas de 29/1 a 2/2

A Incubadora de Base Rural de Guimarães, um projeto da autarquia local, tem as candidaturas abertas à etapa “Elaboração do Plano de Negócios”, dirigida a todos os promotores de ideias de negócio que procurem apoio e acompanhamento para a formulação de um plano de negócios “estruturado, objetivo e parametrizável, em contexto rural”. Esta é a segunda etapa do programa de incubação de Base Rural em Guimarães.

“Nesta fase, os empreendedores selecionados poderão beneficiar de um apoio gratuito e continuado de 3 meses para a redação de um plano de negócios estruturado e objetivo, que lhes permita, autonomamente, desenvolver as operações tendentes à criação da sua empresa. Para tal, os promotores selecionados serão acompanhados periodicamente por parte de um mentor atribuído para o efeito e integrados numa formação de curta duração, especializada em consolidação de planos de negócios”, explica a incubadora em comunicado.

O programa tem início previsto para 26 de fevereiro. As candidaturas poderão ser submetidas entre 29 de janeiro e 2 de fevereiro. Os procedimentos para submissão de candidaturas são divulgados aqui e aqui.

Todas as informações serão também apresentadas em sessão de esclarecimento e divulgação prevista para o próximo dia 16 de janeiro, a partir das 14h30, no Auditório Nobre da Universidade do Minho (campus de Azurém). A sessão é de entrada livre e gratuita.

“O Programa de Incubação é um dos apoios oferecidos pela IBR Guimarães para a provisão das melhores condições para que empreendedores dinâmicos e proativos possam colocar todo o seu esforço e dedicação na criação do seu próprio negócio, nas áreas da produção agrícola, agroindustrial, serviços conexos, turismo em espaço rural, tecnologia aplicada, entre outras áreas, bem como o fomento do bom uso do solo e o desenvolvimento económico no concelho”, destaca, ainda, a autarquia.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Centro técnico da Uber, no Cairo, Egito. Fotografia: REUTERS/Amr Abdallah Dalsh

Portugal já lidera emprego online em plataformas como Uber, Airbnb e similares

NOS

Lucro da NOS sobe para 78,9 milhões no 1.º trimestre

Carlos Saturnino, Sonangol.

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Sonangol vende ativos para investir na produção

Outros conteúdos GMG
Incubadora de Base Rural com candidaturas abertas