projeções

INE. Inflação homóloga desacelera para 1% em outubro

As projeções do INE apontam para que a variação mensal estimada da inflação tenha sido nula em outubro

O Índice de Preços no Consumidor subiu 1% em outubro face ao mesmo mês de 2017, desacelerando face à variação de 1,4% em setembro, segundo uma estimativa do Instituto Nacional de Estatística (INE).

A variação homóloga estimada do indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) situou-se em 0,6%, quando em setembro tinha sido de 0,9%.

Quanto ao índice relativo aos produtos energéticos terá registado uma subida da taxa variação homóloga de 7,0% em setembro para 7,3% em outubro, segundo a estimativa do INE.

A variação mensal estimada do IPC terá sido nula em outubro, depois de em setembro o valor apurado ter sido de 1,1% e em outubro de 2017 ter sido de 0,3%, estimando-se uma variação média dos últimos 12 meses de 1,1%, valor inferior em 0,1 pontos percentuais ao registado no mês precedente.

A estimativa do INE relativa ao Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português aponta para uma variação homóloga de 0,9%, contra um valor observado em setembro de 1,8%.

Os dados definitivos referentes ao IPC do mês de outubro vão ser publicados em 13 de novembro próximo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: João Manuel Ribeiro/Global Imagens

Número de desempregados é o mais baixo dos últimos 28 anos

Fotografia: João Manuel Ribeiro/Global Imagens

Número de desempregados é o mais baixo dos últimos 28 anos

O antigo ministro das Finanças, Teixeira dos Santos ouvido na II Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco. Assembleia da República, Lisboa, 19 de junho de 2019. MIGUEL A. LOPES/LUSA

As razões de Teixeira dos Santos – e aquilo que nunca soube

Outros conteúdos GMG
INE. Inflação homóloga desacelera para 1% em outubro