Inflação

Inflação homóloga acelera para 1,6% em julho, segundo estimativa do INE

O Índice de Preços no Consumidor subiu 1,6% em julho face ao mesmo mês de 2017, contra uma variação de 1,5% em junho.

O Índice de Preços no Consumidor subiu 1,6% em julho face ao mesmo mês de 2017, contra uma variação de 1,5% em junho, segundo uma estimativa do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgada esta terça-feira.

Em relação à variação homóloga estimada do indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) o INE refere que esta é de 1,0% em julho, o mesmo valor observado em junho.

O INE também anunciou que o índice relativo aos produtos energéticos terá acelerado, estimando-se uma taxa de variação homóloga de 7,8% em julho.

A variação mensal estimada do IPC é -0,6% em julho, depois de em junho, o valor apurado ter sido de 0,1% e em julho de 2017 -0,7%, e a variação média dos últimos doze meses foi de 1,1%, o mesmo valor registado no mês precedente.

Em relação ao Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português, a estimativa do INE aponta para uma variação homóloga de 2,2%, contra um valor observado em junho, de 2,0%.

Os dados definitivos referentes ao IPC do mês de julho serão publicados no próximo dia 10 de agosto.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, João Leão (D), durante o debate e votação da proposta do orçamento suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Orçamento suplementar mantém despesa de 704 milhões de euros para bancos falidos

Jorge Moreira da Silva, ex-ministro do ambiente

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Acordo PS-PSD. “Ninguém gosta de um planalto ideológico”

Mario Draghi, presidente do BCE. Fotografia: Reuters

Covid19. “Bazuca financeira tem de fazer mira à economia, desigualdades e clima”

Inflação homóloga acelera para 1,6% em julho, segundo estimativa do INE