Inscritos para subsídios de desemprego baixam para 1,54 milhões nos EUA

O número está em linha com o que era esperado pelos analistas, que apontavam para 1,525 milhões de pedidos na semana entre 31 de maio e 06 de junho.

O número de novos pedidos de subsídio de desemprego nos Estados Unidos continua a recuar lentamente, tendo havido 1,542 milhões de pessoas inscritas na semana passada, indicou hoje o Departamento do Trabalho.

Este número está em linha com o que era esperado pelos analistas, que apontavam para 1,525 milhões de pedidos na semana entre 31 de maio e 06 de junho.

Na semana anterior tinha havido 1,897 milhões de inscritos para apoio por desemprego, segundo os números oficiais que foram revistos em alta.

A tendência de descida dos inscritos para subsídios de desemprego mantém-se nas últimas semanas, apesar de terem sido feitos mais de 42 milhões de inscrições em pouco mais de dois meses, devido à pandemia de covid-19.

O número mais elevado de solicitações ocorreu na semana que terminou em 28 de março, com 6,9 milhões de inscritos, tendo vindo a registar-se uma descida gradual desde então à medida que a atividade económica vai sendo retomada.

Em maio, a taxa de desemprego nos Estados Unidos desceu para 13,3%, quando tinha ficado em 14,7% no mês anterior.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 416 mil mortos e infetou mais de 7,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de