Eleições legislativas 2019

Intenções de voto no PS caem, mas PSD ainda está a 16 pontos de distância

O secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa, discursa durante um almoço-comício num restaurante em Évora. NUNO VEIGA/LUSA
O secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa, discursa durante um almoço-comício num restaurante em Évora. NUNO VEIGA/LUSA

Aumento dos indecisos ajuda a inverter tendência de abril. Distância entre PS e PSD encurta para 15,9%.

A três semanas das eleições legislativas, o número de eleitores indecisos aumenta (28,4%), revela a mais recente sondagem da Pitagórica para o Jornal de Notícias e a TSF. Os dados indicam que o Partido Socialista (PS) continua a liderar nas intenções de voto, mas está cada vez mais longe da maioria absoluta (39,2%), registando uma queda de 4,4% face ao mês anterior.

Em sentido inverso, o Partido Social Democrata (PSD) recupera 2,9 pontos percentuais para 23,3% dos inquiridos disponíveis para votar no partido de Rui Rio. A distância entre os dois partidos, que pode ser determinante para uma eventual maioria absoluta, é de 15,9%. A diferença chegou a ser de 23 pontos percentuais.

Em causa estará o efeito de semanas intensas de pré-campanha, com entrevistas, debates televisivos e a rentrée de vários partidos, e de um discurso generalizado contra a maioria absoluta do PS, que, segundo Alexandre Picoto da Pitagórica, “parece estar a ter um sucesso parcial”.

O Bloco de Esquerda (BE) continua com 10% de intenções de voto, exatamente a mesma percentagem que tinha em agosto. No entanto, começa a ficar curta a distância face ao quarto lugar, a CDU. A Coligação Democrática Unitária sobe mais de um ponto percentual este mês, para 7,7%.

Este mês, os centristas alcançam 5,6% das intenções de voto. O CDS recupera assim sete décimas relativamente a agosto e conseguem distanciar-se um pouco mais do PAN, que estagnou nos 3,2%. O Aliança também estabilizou no mesmo resultado do mês passado: 1,5%.

Já o partido encabeçado por Joacine Katar Moreira, o Livre, consegue 0,9% das intenções de voto, mais três décimas do que em agosto.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

Foto: D.R.

TAP soma prejuízos de 111 milhões até setembro. E vai contratar mais 800 pessoas

Outros conteúdos GMG
Intenções de voto no PS caem, mas PSD ainda está a 16 pontos de distância