CIP e confederação marroquina CGEM criam Conselho Económico Portugal-Marrocos

A Confederação Empresarial de Portugal (CIP) e a confederação marroquina CGEM criaram o Conselho Económico Portugal-Marrocos para aprofundar as relações económica, juntando representantes dos setores digital, têxtil, automóvel, aeronáutico, saúde, energia e metalomecânico.

"Por ocasião da visita do secretário de Estado da Internacionalização de Portugal, Eurico Brilhante Dias, a Marrocos, a CIP coordenou a visita de uma missão empresarial a Rabat e a Casablanca com o objetivo de assinar com a CGEM (Confédération Générale des Entreprises du Maroc) a convenção que constitui formalmente o Conselho Económico Portugal-Marrocos", anunciou hoje, em comunicado, a CIP.

Segundo esta confederação, o Conselho Económico Portugal-Marrocos vai permitir aprofundar as relações económicas entre os dois países e também estreitar as relações entre as entidades privadas empresariais.

O Conselho Económico vai juntar representantes dos setores digital, têxtil, automóvel, aeronáutico, saúde, energia e metalomecânico.

O acordo foi assinado pelo vice-presidente da CIP e líder da delegação portuguesa, Armindo Monteiro.

A delegação contou ainda com Rafael Campos Pereira da Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins (AIMMAP), Manuel Grilo do Centro de Formação Profissional da Indústria Metalúrgica e Metalomecânica (CENFIM), Pedro Ramalho e Adão ferreira da Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel (AFIA) e Miguel Rodrigues da Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP).

A CIP também reuniu com o Ministério da Indústria de Marrocos e participou no Fórum Empresarial, focado no setor da energia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de