Isabel dos Santos diz-se alvo de "vingança pessoal"

A empresária alega que o atual presidente de Angola está por detrás de uma "campanha política" que visava destruir o seu império.

A empresária Isabel dos Santos acusou o presidente de Angola, João Lourenço, de procurar uma "vingança pessoal" e de querer destruir a sua carreira empresarial.

Segundo avança esta segunda-feira o jornal Financial Times, Isabel dos Santos alega ter gravações secretas que provam que o atual presidente de Angola ordenou a procuradores e juízes angolanos que lançassem uma "campanha política" e processos que visavam destruir o seu império empresarial.

Estas acusações surgem no âmbito de um processo judicial movido pela Unitel para exigir o reembolso de empréstimos feitos a Isabel dos Santos.

Os representantes de Isabel dos Santos apresentaram em tribunal gravações secretas feitas pelo Black Cube, grupo de inteligência privado israelita fundado por ex-oficiais do Mossad.

A empresária angolana, filha do antigo presidente José Eduardo Dos Santos, diz que as gravações secretas mostram que João Lourenço tinha uma "agenda política" e pretendia "uma vingança pessoal".

Isabel dos Santos diz também que o processo Luanda Leaks foi preparado pelos serviços secretos de Angola e só depois divulgado pelo hacker português Rui Pinto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de