IPSS disponíveis para abrir creches e infantários em agosto

Cerca de cinco mil Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) estão disponíveis para abrir creches e infantários em agosto.

Cerca de cinco mil Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) estão disponíveis para ter a funcionar "em pleno" em agosto, creches, jardins-de-infância e as atividades de tempos livres. "Perante a situação atípica que vivemos, este ano, o verão vai ser muito diferente", disse ao JN o padre Lino Maia, presidente da Confederação Nacional de Instituições de Solidariedade (CNIS).

"Muitos dos colaboradores das instituições já gozaram algumas férias antes de recorrer ao lay-off", sublinhou o padre Lino Maia. "Uma coisa parece ser certa: não haverá escola nos meses de verão e os pais, já sem férias, estarão a trabalhar e é preciso que alguém cuide dos bebés e das crianças", acrescentou o responsável pela CNIS.

Um pároco, diretor de três centros sociais em Aveiro, adiantou ao JN que, "com muitas empresas encerradas, muitos pais foram obrigados a meter férias para ficar com os filhos em casa. Agora estão em lay-off mas a maioria ou já gastou parte ou até mesmo a totalidade dos dias de férias".

Muitos pais terão de voltar ao trabalho quando o país normalizar. "Mais uma razão para os serviços estarem a funcionar em pleno e poderem responder às necessidades das famílias porque uma IPSS tem, acima de tudo, uma função social", disse ao JN o responsável por um dos maiores centros sociais de Braga.

Apenas alguns infantários das IPSS costumam abrir em agosto, em situações excecionais.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de