Juros

Irlanda fez novo pagamento antecipado de 3,5 mil milhões de euros ao FMI

A instituição liderada liderada por Christine Lagarde continua a receber pagamentos antecipados do resgate pelo executivo irlandês.
A instituição liderada liderada por Christine Lagarde continua a receber pagamentos antecipados do resgate pelo executivo irlandês.

O governo irlandês anunciou hoje o pagamento antecipado de 3,5 mil milhões de euros ao Fundo Monetário Internacional (FMI), uma das instituições que emprestou dinheiro ao país em 2010.

Numa altura em que encontra condições mais favoráveis nos mercados, a Irlanda decidiu antecipar os reembolsos que teria de fazer até junho de 2019 e prevê ainda fazer outros que venceriam em janeiro de 2021.

A Comissão Europeia, Banco Central Europeu e FMI emprestaram à Irlanda 85 mil milhões de euros, dos quais 22,5 mil milhões vieram do FMI.

O pagamento antecipado hoje anunciado acresce a um outro de 9 mil milhões de euros feito em dezembro e Dublin prevê ainda pagar mais 5,5 mil milhões de euros nos próximos meses.

No total, este pagamento antecipado “permite poupar 1,5 mil milhões de euros em juros”, afirmou em comunicado o ministro das Finanças irlandês, Michael Noonan.

O programa de assistência financeira à Irlanda terminou em dezembro de 2013. A economia irlandesa está agora em fase de recuperação, com um crescimento estimado de 4,7% em 2014 e de 3,9% para este ano.

Apoiada nestes números, a Irlanda conseguiu na terça-feira um empréstimo de 4 mil milhões de euros nos mercados por um período de 30 anos e a uma taxa de juro de 2,1% ao ano.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Utentes à saída de um cacilheiro da Transtejo/Soflusa proveniente de Lisboa, em Cacilhas, Almada. MÁRIO CRUZ/LUSA

Salário médio nas empresas em lay-off simplificado caiu 2%

Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. Fotografia: António Cotrim/Lusa

Empresas já podem candidatar-se ao novo lay-off

App TikTok

Microsoft estará interessada na compra da operação global do TikTok

Irlanda fez novo pagamento antecipado de 3,5 mil milhões de euros ao FMI