Impostos

IRS automático anda sozinho, mas se nada fizer o reembolso chega mais tarde

Fotografia: Paulo Spranger/Global Imagens
Fotografia: Paulo Spranger/Global Imagens

A declaração automática do IRS avança sozinha, mas se o contribuinte nada fizer o reembolso só chega em junho.

Os contribuintes que não queiram ter qualquer trabalho a preencher a sua declaração do IRS ficam na mesma com a sua situação fiscal regularizada, porque sistema informático do fisco encarrega-se de fazer a entrega no final do prazo. E é também verdade que, uma vez validada e entregue, a declaração automática permite que o cheque o reembolso chegue em metade do prazo habitual.

Leia também Como receber o reembolso do IRS em menos de 15 dias

Mas esta contagem da chegada do reembolso começa a partir do momento em que a declaração é entregue. Logo, os contribuintes que não acedam ao portal das Finanças e deixem a declaração ‘avançar sozinha’ só receberão o imposto em meados de junho. Porque o sistema informático apenas procede à entrega por sua iniciativa depois de terminado o prazo para os contribuintes tratarem desta sua obrigação fiscal – e que é a 31 de maio.

A única forma de assegurar que o almejado cheque chega mais cedo (o fisco pretende faze-lo em metade do prazo médio) é aceder ao Portal das Finanças, entrar nas declarações automáticas, verificar se os rendimentos, retenções na fonte, sobretaxa e deduções à coleta estão devidamente considerada e confirmar os valores. Antes de o processo terminar, o contribuinte é ainda convidado a consignar 0,5% do seu IRS a uma instituição e a confirmar o NIB para o qual o reembolso deve ser transferido.

Observados estes passos é possível visualizar a liquidação do imposto (onde surge o valor do reembolso ou do IRS que haja ainda a pagar), sendo esta feita para o regime da tributação em separado e conjunto. Desta forma é possível perceber no momento qual o regime mais vantajoso, e escolhê-lo.


Leia também: Veja aqui se está abrangido pelo IRS automático e o que deve fazer para ‘entregar’ a declaração.


 

Depois de novo pedido de confirmação, a declaração é assumida pelo sistema como estando entregue. Tenha em atenção que se por algum motivo verificar mais tarde que houve um erro, pode sempre fazer uma declaração de substituição.

O sistema avisa ainda os contribuintes, logo no início do processo, se podem ou não entregar o IRS de forma automática. Porque este ano apenas os rendimentos das categorias A e H com filhos e donativos estão abrangidos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Paulo Spranger/Global Imagens)

Depois de pagar a renda sobram 450 euros ao salário dos lisboetas

(Paulo Spranger/Global Imagens)

Depois de pagar a renda sobram 450 euros ao salário dos lisboetas

Aptoide | Paulo Trezentos | Álvaro Pinto

Portuguesa Aptoide já negoceia com Huawei para ser alternativa à Google

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
IRS automático anda sozinho, mas se nada fizer o reembolso chega mais tarde