Reforma IRS

IRS:cláusula que impede subida do imposto está ativa até 2017

A reforma do IRS vai aprever a ativação de uma cláusula de tratamento mais favorável que impede que as mudanças nas regras do imposto possa trazer uma penalização fiscal para os agregados - quer tenham ou não filhos.

Esta cláusula, que começou por ser anunciada pelo primeiro-ministro, vai estar ativa nos anos de 2015 a 2017 e garante que os agregados não pagarão mais de IRS do que pagariam se se mantivessem em vigor as regras vigentes em 2014.

Este regime será apenas possível para os contribuintes que mantenham a qualidade de residentes de forma ininterrupta ao longo de cada um daqueles anos.

“Da aplicação das normas respeitantes às regras de liquidação do IRS, designadamente decorrentes da introdução do quociente familiar, da não sujeição aos benefícios (…), da dedução de despesas de educação e formação e das alterações em matéria de deduções à coleta, decorrentes da presente lei, não pode resultar relativamente aos rendimentos de 2015, 2016 e 2017 (…) um imposto superior ao que resultaria da aplicaçoa das disposições legais em vigor em 2014”, refere a proposta de lei.

A opção por esta cláusula apenas pode ser feita se a declaração de IRS for feita dentro dos prazos legais, sendo ainda necessário que os contribuintes confirmem as faturas de despesas de saúde, educação e habitação e discriminá-las por tipo de gasto, no portal da Autoridade Tributária e Aduaneira.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A Loja das Conservas tem um restaurante para promover o consumo deste produto. Fotografia: Leonardo Negrão/Global Imagens

Turistas fazem disparar vendas de conservas portuguesas

Miguel Gil Mata,  presidente executivo, da Sonae Capital, nos estúdios da TSF.
Foto: Reinaldo Rodrigues/Global Imagens

Sonae reduz portefólio Imobiliário e investe em Energia

Fotografia: DR

Elliott quer EDP nas renováveis. Mas tem forçado vendas nos EUA

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
IRS:cláusula que impede subida do imposto está ativa até 2017