ISEG: Economia vai manter ritmo de crescimento no segundo trimestre

Crescimento económico no 1º trimestre teve como "principal causa direta uma forte aceleração do investimento", sublinha o ISEG na síntese de conjuntura de junho.

O aumento do Produto Interno Bruto (PIB) em 1,8% nos primeiros três meses do ano deveu-se à "forte aceleração do investimento cujo impacto em termos de crescimento do PIB foi limitado pelo fraco crescimento das Exportações e o forte crescimento das Importações e, em consequência, um forte contributo negativo da Procura Externa Líquida",lê-se na síntese de conjuntura do ISEG relativa a junho de 2019.

Nos indicadores de clima e confiança Portugal evolui em contracorrente com a zona euro, que em maio registou uma melhoria.

Para o segundo trimestre, os economistas do ISEG consideram que os primeiros dados quantitativos "sugerem um crescimento estável do Consumo Privado, um menor crescimento do Investimento e um contributo negativo da Procura Externa Líquida", o que deverá fazer com que o crescimento homólogo do PIB se mantenha ao nível do registado no primeiro trimestre.

"Atendendo ao crescimento registado no 1º trimestre, e aos desenvolvimentos da economia europeia e nacional, manteve-se a previsão para o crescimento do PIB em 2019 no intervalo ", prevê o ISEG.

 

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de