Coronavírus

ISQ avalia conformidade de dispositivos médicos no combate ao Covid

Fotografia: Orlando Almeida/Global Imagens
Fotografia: Orlando Almeida/Global Imagens

O ISQ está a efetuar serviços laboratoriais que permitem garantir que os dispositivos médicos e os equipamentos de proteção individual cumprem os requisitos das normativas da União Europeia.

A avaliação de conformidade visa a utilização destes produtos em contexto clínico ou farmacêutico.

“No atual cenário de pandemia, em que está em causa a saúde e a segurança dos cidadãos, é crucial assegurar que os dispositivos médicos e os equipamentos de proteção individual necessários são eficazes no combate ao Corona SARS Cov-2”, sublinha Besma Kraiem, administradora do ISQ.

Como adianta José Medina, diretor dos laboratórios do ISQ, no âmbito dos dispositivos médicos de classe I, o ISQ apoia o fabricante na execução do procedimento de avaliação de conformidade e na respetiva avaliação a submeter ao INFARMED.

Os dispositivos médicos devem assegurar “um nível adequado de saúde e segurança” em conformidade com os regulamentos e diretivas comunitárias para poderem aceder ao mercado dos profissionais de saúde”, complementa.

Em relação aos equipamentos de proteção individual para utilização em contexto clínico e farmacêutico, o ISQ apoia o fabricante, enquanto organismo terceiro de avaliação de conformidade.

Este apoio abrange a avaliação e contacto com a autoridade de fiscalização (ASAE) para efeitos de colocação deste produto no mercado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa. JOÃO RELVAS/POOL/LUSA

Governo cria complemento salarial até 350 euros para trabalhadores em lay-off

O primeiro ministro, António Costa, fala aos jornalistas durante a conferência de imprensa, 04 junho 2020, realizada no final da reunião do Conselho de Ministros, no Palácio da Ajuda, em Lisboa.     MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

Banco de Fomento para Portugal com “aprovação provisória”

O primeiro ministro, António Costa, fala aos jornalistas durante a conferência de imprensa realizada no final da reunião do Conselho de Ministros, no Palácio da Ajuda,  em Lisboa, 29 de maio de 2020. O Governo decidiu adiar a passagem para a terceira fase de desconfinamento na Área Metropolitana de Lisboa e criou regras especiais, sobretudo em atividades que envolvem “grande aglomerações de pessoas”.  MANUEL DE ALMEIDA/POOL/LUSA

Trabalhadores em lay-off passam a receber entre 77% e 92% do salário

ISQ avalia conformidade de dispositivos médicos no combate ao Covid