ISQ reforça carteira de projetos em Moçambique

O ISQ prepara-se para apoiar o desenvolvimento de novos projetos em áreas como a indústria, infraestruturas e sustentabilidade em Moçambique

O ISQ, grupo de Engenharia, Certificação e Consultoria, assinou um protocolo de colaboração com a Câmara de Comércio Portugal Moçambique (CCPM) com o objetivo de apoiar o desenvolvimento de novos projetos em áreas como a indústria, infraestruturas e sustentabilidade.

Esta não é primeira vez que o ISQ trabalha em Moçambique. O grupo já participou nos trabalhos desenvolvidos para o corredor de Nacala, gasoduto da Matola e na qualificação de quadros, numa parceria com a Universidade Mondlane

"Em Moçambique o ISQ foi escolhido para inspecionar o primeiro gasoduto construído após a descoberta de grandes reservas de gás natural no país. Inspecionámos a integridade de mais de 3.300 soldaduras ao longo dos cerca de 30 quilómetros do gasoduto. O projeto visou o abastecimento de gás natural à cidade de Maputo" lembra Pedro Matias, presidente do ISQ.

Para este projeto, o ISQ instalou em Moçambique um laboratório de Controlo não Destrutivo capacitado para as técnicas de radiografia industrial de ultrassons, partículas magnéticas e líquidos penetrantes.

Segundo Pedro Matias, o grupo irá agora "apoiar as atividades das empresas associadas em matérias relacionadas com a indústria, as infraestruturas e a sustentabilidade e prestando serviços e soluções de engenharia, testes, ensaios, inspeção, consultoria e auditorias".

A colaboração com CCPM "também se materializará na formação/capacitação e na promoção do conteúdo local (local content) nos grandes projetos, numa parceria com a academia local e com o objetivo do desenvolvimento da capacitação da mão de obra especializada em Moçambique", adiantou ainda.

O ISQ está presente em quatros continentes, sendo que os primeiros passos da internacionalização foram dados em Angola, Brasil e Moçambique.

 

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de