João Vasconcelos: "É com orgulho que avalio os resultados alcançados"

Numa publicação no Facebook, o ex-secretário de Estado mostrou orgulho no seu percurso no Governo.

"Acredito que a atividade política é uma das missões mais nobres a que o ser humano se pode dedicar", começa por dizer o ex-secretário de Estado. João Vasconcelos partilhou esta tarde, nas redes sociais, um comunicado onde recorda as principais medidas que tomou, à frente da pasta da Indústria, agradece à sua equipa e as manifestações de carinho que tem recebido e avança um pouco dos seus planos para o futuro: "agora quero dedicar-me mais à minha família".

Vasconcelos aproveitou a publicação para recordar o trabalho que pôs em marcha ao longo dos últimos 20 meses. A lista de pontos é extensa. "Propusemo-nos alcançar objetivos ambiciosos e muito concretos: colocar a indústria portuguesa numa posição de liderança perante a revolução industrial da digitalização que vemos avançar em todo o mundo, criar soluções de capitalização e investimento para as empresas que querem reestruturar-se e crescer, facilitar a vida às novas empresas e aos empreendedores nos seus esforços de tentativa e erro e no caminho para a internacionalização, criar condições para o sucesso daqueles que estão mais longe do sucesso, apoiar com rigor e exigência as novas gerações de investidores e business angels, fazer do Web Summit uma montra digna e moderna do nosso país, gerar oportunidades para o excelente talento que as nossas universidades produzem e que não quer ter de sair do país para encontrar desafios à sua altura e colocar Portugal no radar dos melhores investidores e decisores económicos internacionais, pelas razões certas", pode ler-se.

Leia aqui o comunicado na íntegra.

Sem nunca justificar o pedido de exoneração ou sequer mencionar o caso Galp que conduziu à sua saída do Governo, o ex-secretário de Estado pôs a tónica no orgulho, deixando uma nota a todos com quem trabalhou de perto. "É com um sentimento de orgulho na minha equipa, nos industriais e empresários portugueses, no ecossistema de startups e incubadoras, nos parceiros de investimento - que avalio os resultados alcançados". Houve ainda espaço para um comentário aos membros do Executivo. "Saio orgulhoso por ter integrado desta forma um Governo tão reformador quanto humano, na resposta que sabe dar às circunstâncias em que encontrou o país."

João Vasconcelos, assim como os secretários de Estado da Internacionalização, Jorge Costa Oliveira, e dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, pediu este domingo a sua exoneração de funções ao primeiro-ministro e solicitou ao Ministério Público a sua constituição como arguido no inquérito relativo à deslocação para assistir aos jogos de Portugal no Euro 2016 a convite de Galp, empresa que tinha litígios com as Finanças.

Em comunicado, António Costa aceitou os pedidos "de modo a não prejudicar o seu legítimo direito de defesa". Entretanto, o Ministério Público constituiu os três como arguidos no caso em questão, "estando em curso diligências para a concretização desse despacho", lê-se numa nota hoje divulgada da Procuradoria-Geral da República.

 

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de