Açores

Lançado concurso de 5,2 ME para melhorar porto do Topo, nos Açores

Açores. D.R.
Açores. D.R.

O concurso público para melhoramento do porto do Topo, na ilha de São Jorge, Açores, com o preço base de 5,2 milhões de euros, foi publicado em DR

O concurso público para a empreitada de melhoramento do porto do Topo, na ilha de São Jorge, Açores, com o preço base de 5,2 milhões de euros, foi hoje publicado em Diário da República, anunciou o Governo Regional.

“Esta intervenção, com um preço base de 5,2 milhões de euros, permitirá a melhoria substancial das condições de segurança e de operacionalidade desta infraestrutura portuária através da construção de um molhe-cais com cerca de 60 metros de comprimento e de uma frente acostável com cerca de 40 metros de comprimento”, adianta o executivo regional numa nota de imprensa.

A nota refere que, após as obras, o porto do Topo, no concelho da Calheta, “ficará a dispor de uma área de terrapleno de 1.200 metros quadrados, pavimentado com laje de betão, e de uma rampa de varagem de 7,5 metros, garantindo melhores condições de trabalho para os profissionais da pesca e empresários ligados às atividades marítimas”.

O prazo de execução do investimento é de 730 dias, segundo o anúncio hoje publicado.

Em setembro de 2015, foi publicada uma resolução do Conselho do Governo que autorizou a contratação, mediante a abertura de um concurso público, para adjudicação desta empreitada. O concurso ficou deserto.

Já em abril de 2016, foi publicada uma nova resolução a autorizar a abertura de um novo concurso, com o preço-base de 5,2 milhões de euros, que foi adjudicado. Contudo, o Tribunal de Contas recusou então o visto prévio ao contrato.

O Governo Regional, presidido por Vasco Cordeiro, está a realizar desde segunda-feira a visita estatutária à ilha de São Jorge.

A deslocação, que termina na quarta-feira, é uma imposição do Estatuto Político-Administrativo dos Açores, que determina que o executivo regional deve visitar cada uma das ilhas do arquipélago pelo menos uma vez por ano e que o Conselho do Governo se reúna na ilha visitada.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

fotografia: Luís Costa Carvalho

Corticeira Amorim investe oito milhões e inaugura nova fábrica nos EUA

António Mexia lidera a EDP desde 2005

António Mexia, CEO da EDP, ganhou 6.000 euros por dia em 2018

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Lançado concurso de 5,2 ME para melhorar porto do Topo, nos Açores