Comissão Europeia

Líderes da UE escolhem sucessor de Juncker ao jantar. Timmermans é favorito

Frans Timmermans, do Partido Socialista Europeu, é neste momento o favorito à presidência da Comissão.
EPA/OLIVIER HOSLET
Frans Timmermans, do Partido Socialista Europeu, é neste momento o favorito à presidência da Comissão. EPA/OLIVIER HOSLET

Agenda do socialista europeu dá prioridade a salário mínimo europeu, África e combate às alterações climáticas.

O líder dos socialistas europeus, o holandês Frans Timmermans, poderá ser apontado esta noite como sucessor de Jean-Claude Juncker na presidência da Comissão Europeia, avançam as agências internacionais. Mas o nome do candidato da esquerda europeia recebe oposição de países como Hungria e Polónia, e as lideranças europeias procuram ainda equilibrar a distribuição regional das nomeações e também a presença de mulheres nos principais cargos do bloco.

Os responsáveis europeus estão reunidos em Bruxelas desde as 16h, hora portuguesa, para um jantar de onde se espera que saia ainda hoje o nome do próximo responsável executivo do bloco. A agência Reuters cita várias fontes diplomáticas e oficiais segundo as quais, apesar da resistência a Leste, o atual vice-presidente da Comissão e antigo ministro dos Negócios Estrangeiros holandês deverá ser a escolha final, após reuniões entre Holanda, França, Espanha e Holanda, durante a cimeira do G20 em Osaka.

A agenda do holandês tem como bandeiras o combate às alterações climáticas, as relações com o continente africano e também a instituição de um salário mínimo europeu, que os Socialistas pretendem que fique fixado em 60% da remuneração média de cada país.

Além de Timmermans, estão também na corrida Margrethe Vestager, atual comissária da Concorrência, da aliança liberal do ALDE, e Manfred Weber, do Partido Popular Europeu. Mas, segundo a agência Lusa, o Presidente francês, Emmanuel Macron, avançou ainda este domingo o nome de Michel Barnier, o negociador-chefe do Brexit pela UE e membro do Partido popular Europeu, em declarações que afastam o alemão Weber cada vez mais da corrida.

Macron disse também que a escolha do próximo presidente do Banco Central Europeu, agora liderado por Mario Draghi, deverá ser feita, “provavelmente, um pouco mais tarde”.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Jogo Online é regulado desde 2015

Jogo Online atrai 100 mil novos apostadores a cada trimestre

Jogo Online é regulado desde 2015

Jogo Online atrai 100 mil novos apostadores a cada trimestre

O primeiro-ministro indigitado, António Costa, à chegada para uma audiência com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para apresentação da lista de nomes propostos para secretários de Estado do XXII Governo Constitucional, no Palácio de Belém, em Lisboa, 21 de outubro de 2019. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Conheça os secretários de Estado do novo Governo

Outros conteúdos GMG
Líderes da UE escolhem sucessor de Juncker ao jantar. Timmermans é favorito