Futebol

Liga portuguesa de futebol é a nona da Europa em receitas geradas

O Sport Lisboa e Benfica celebrouo 37º titulo nacional no Estádio da Luz após conquistar a I Liga 2018/2019. 

( Filipe Amorim / Global Imagens )
O Sport Lisboa e Benfica celebrouo 37º titulo nacional no Estádio da Luz após conquistar a I Liga 2018/2019. ( Filipe Amorim / Global Imagens )

O crescimento das receitas registado na LPFP tem por base a participação dos três maiores clubes, Benfica, FC Porto e Sporting.

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) ocupa a nona posição no ranking das maiores ligas europeias em receitas geradas em 2017/18, registando um aumento homólogo de 18%, para 431 milhões de euros, revelou hoje a Deloitte.

O crescimento das receitas registado na LPFP tem por base a participação dos três maiores clubes, Benfica, FC Porto e Sporting, na fase de grupos da Liga dos Campeões da UEFA na temporada de 2017/18, que impulsionou a distribuição de prémios da entidade que rege o futebol europeu pela presença na liga milionária, bem como as receitas obtidas nos dias dos jogos, lê-se no estudo “Annual Review of Football Finance 2019”.

A lista continua a ser encabeçada pela liga inglesa (Premier League), cujas receitas cresceram cerca de 2%, para 5,4 mil milhões de euros, numa época em que Inglaterra colocou pela primeira vez cinco equipas na Liga dos Campeões, e são 72% superiores às receitas da concorrente mais próxima, a alemã Bundesliga (3,2 mil milhões de euros), que conquistou o segundo lugar do pódio, ao ultrapassar a espanhola La Liga (3,1 mil milhões de euros).

“Embora a Premier League continue a assumir a liderança, as ligas espanhola e alemã mantêm-se muito atentas para continuar na competição. A liga alemã ultrapassou a espanhola graças ao seu novo acordo de transmissão [televisiva] de quatro anos, fixando-se em segundo lugar, algo que esperamos se mantenha na próxima edição. Não obstante, a La Liga pode superá-la novamente em 2019/20”, assinalou Dan Jones, sócio da Deloitte na área do negócio desportivo.

A fechar o ‘top 5’ surgem as ligas italiana (2,2 mil milhões de euros) e francesa (1,7 mil milhões de euros), enquanto a Rússia está na sexta posição (813 milhões de euros), a Turquia segue no sétimo posto (731 milhões de euros) e a Holanda ocupa o oitavo lugar (495 milhões de euros), acima da liga lusa.

Já abaixo de Portugal surgem a Escócia (233 milhões de euros), Dinamarca (185 milhões de euros), Áustria (177 milhões de euros), Noruega (151 milhões de euros), Suécia (141 milhões de euros) e Polónia (124 milhões de euros).

Em termos globais, o mercado europeu de futebol atingiu o valor recorde de 28,4 mil milhões de euros em receitas na época de 2017/18, uma subida de 11% face à temporada anterior, com as cinco principais ligas a gerarem uma receita de 15,6 mil milhões de euros (mais 6% do que em 2016/17).

“Temos assistido ao crescimento das receitas do mercado europeu de futebol ao longo dos 18 anos em que calculámos a sua dimensão. O futebol ao vivo continua a ser um dos ativos de entretenimento mais procurado, tanto pelos espetadores como pelos emissores, e é um dos temas mais comentados nas redes sociais, por isso, acreditamos que este crescimento vai continuar”, destacou Dan Jones.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Balcão da ADSE na Praça de Londres em Lisboa.

( Jorge Amaral/Global Imagens )

ADSE espera devolução de 74,4 milhões de euros por privados

(João Manuel Ribeiro/Global Imagens)

Clientes com mais de 10 mil euros no BCP começam a pagar comissão

António Costa, primeiro-ministro (E), e João Leão, ministro das Finanças (D). Fotografia: EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Rácio da dívida furou valor mais alto de sempre em junho: 133%

Liga portuguesa de futebol é a nona da Europa em receitas geradas