Turismo

Lisboa ganha mais de 30 hotéis até 2020

Fotografia: Reinaldo Rodrigues/ Global Imagens.
Fotografia: Reinaldo Rodrigues/ Global Imagens.

Nos próximos dois anos vão nascer pelo menos 30 hotéis na capital, segundo um estudo das consultoras PwC e Essentia.

A oferta hoteleira de Lisboa vai continuar a aumentar nos próximos anos. Até 2020, vão nascer na área Metropolitana da capital mais de 30 hotéis. A previsão consta no estudo INSIDE(R) Lisboa – Hotelaria Conceptual, Turismo e Imobiliário, das consultoras Pwc e Essentia.

As novas unidades vão acrescentar cerca de 3100 quartos à oferta hoteleira atual de Lisboa. Segundo o documento, “80% correspondem a hotéis de quatro e cinco estrelas, com as marcas nacionais a capturaram 75% da oferta total em pipeline”.

Ainda na semana passada a Associação da Hotelaria de Portugal (AHP) revelou ao Dinheiro Vivo que em 2019 vão ser inaugurados 65 hotéis em Portugal, 23 dos quais em Lisboa.

Atualmente, segundo a mesma análise da PwC e da Essentia, Lisboa conta com 2751 hotéis, mais de 27 mil quartos e mais de 57 mil camas. Nos últimos cinco anos, o número de hotéis na área metropolitana da capital aumentou 22%.

O estudo detalha que o interesse dos investidores em Lisboa “reflete-se no crescimento dos principais indicadores turísticos e no aumento do RevPAR (receitas por quarto disponível) potenciado pelo aumento do preço médio, em 2017 e nos primeiros nove meses de 2018”.

A capital portuguesa deverá manter-se no radar dos investidores no próximo ano porque “uma das principais tendências para 2019 prende-se com a diversificação do portfólio de investimento em cidades maiores e mais consolidadas, combinadas com novos mercados, mais pequenos e que possam apresentar oportunidades atrativas de retorno do investimento, como Lisboa e Helsínquia”.

Já no que toca às perspetivas para o conjunto do setor hoteleiro em 2019, o estudo conclui que os investidores estão a ser “empurrados” para “soluções alternativas, ou de nicho, que atualmente capturam maior atenção, devido à mudança na demografia”.

Nas previsões de investimento e desenvolvimento para o próximo ano, a hotelaria indiferenciada surge no 13º lugar. Já as preferências dos investidores no que toca a nichos de mercado colocam os hotéis no segundo lugar da tabela.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa Fotografia: Rodrigo Cabrita / Global Imagens

Medidas do Banco de Portugal para travar riscos no imobiliário são “adequadas”

Lisboa Fotografia: Rodrigo Cabrita / Global Imagens

Medidas do Banco de Portugal para travar riscos no imobiliário são “adequadas”

António Mexia, CEO da EDP. (Fotografia: Sara Matos / Global Imagens)

EDP assina compromisso para limitar aquecimento global a 1,5°C

Outros conteúdos GMG
Lisboa ganha mais de 30 hotéis até 2020