Bebidas espirituosas

Lisbon Bar Show promove exportação de bebidas espirituosas nacionais

A carregar player...

Lisbon Bar Show promove a exportação de bebidas espirituosas portuguesas, " que nunca esteve tão forte", sublinha o organizador do evento

Desta vez o anfitrião da 4ª edição do Lisbon Bar Show foi o Convento do Beato que viu ultrapassar, em larga escala, o número de visitantes das edições anteriores.

Em entrevista ao Dinheiro Vivo, o Diretor-geral da Mojito Bar Catering e organizador do evento Lisbon Bar Show, Alberto Pires, sublinhou que “a exportação de bebidas espirituosas nunca esteve tão forte”.

Em 2015 as bebidas espirituosas representaram a maior exportação de produtos agroalimentares na União Europeia (UE) – valor que se traduziu em cerca de 10 mil milhões de euros. O Lisbon Bar Show, diz Alberto Pires ao Dinheiro Vivo, é um evento que incentiva e promove, “sempre com um consumo responsável e ajuizado”, a exportação de bebidas espirituosas nacionais.

“O crescimento é exponencial”, acrescenta o organizador do evento, sendo que “o objetivo é o de permitir que as marcas portuguesas estabeleçam vínculos com alguns dos investidores presentes”. Desta forma facilita-se a troca conhecimentos e abre-se a porta à exportação das marcas portuguesas no mercado internacional.

Os licores e bebidas como o vermute, o amaretto, e o limoncello – servidos como cocktails – e o próprio espaço – com uma decoração boémia e sofisticada – não passaram despercebidos aos convidados do recentemente reabilitado Convento do Beato, que recebeu “os melhores barmen e barmaids do mundo” e as últimas tendências do setor.

O crescimento é exponencial e o objetivo é sempre permitir que as marcas portuguesas estabeleçam vínculos com alguns dos investidores que estão presentes no evento e que se tornem mais visíveis a nível da exportação no mercado internacional.

Show off de marcas portuguesas acelera investimento

Após vários anos de declínio nas vendas, tanto em termos de valor como de volume, em 2015 as bebidas alcoólicas voltaram a registar um crescimento positivo nos canais off-trade e on-trade, segundo a especialista em mercados de consumo, a Euromonitor International.

As vendas, impulsionadas pela ligeira recuperação da situação económica no país, levaram os consumidores portugueses a ganhar confiança e a optarem por produtos mais sofisticados – uma escolha que causou um impacto positivo nas bebidas espirituosas.

De acordo com o relatório “Caraterização da indústria das bebidas em Portugal”, do Banco de Portugal, divulgado em janeiro deste ano, o segmento das bebidas destiladas contribuiu positivamente para o crescimento do volume de negócios da indústria das bebidas no país

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
António Costa e Silva, responsável pelo plano para a economia nacional nos próximos dez anos.
(Leonardo Negrão / Global Imagens)

Plano de Costa Silva. As bases estão lá, falta garantir boa execução

Filipe Santos, dean da Católica Lisbon Business and Economics ( Pedro Rocha / Global Imagens )

Filipe Santos: Risco de austeridade? “Depende de como evoluir a economia”

Filipe Santos, dean da Católica Lisbon Business and Economics ( Pedro Rocha / Global Imagens )Filipe Santos
( Pedro Rocha / Global Imagens )

Filipe Santos: Há um conjunto de empreendedores que vai continuar

Lisbon Bar Show promove exportação de bebidas espirituosas nacionais