Dinheiro Vivo TV

Live. Detetor de mentiras de fazedores nasce a partir do Porto

A carregar player...

Este projeto pretende acabar com as falsas informações prestadas por alguns fazedores para conseguirem investimento.

As incubadoras e aceleradoras de startups vão ter uma espécie de detetor de mentiras até ao final de 2021. Este vai ser o resultado do projeto de investigação Miscrisk, desenvolvido a partir da Universidade do Porto e que recebeu uma bolsa de 200 mil euros da Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

Este projeto pretende acabar com as falsas informações prestadas por alguns fazedores para conseguirem investimento. No mundo do empreendedorismo, por vezes, estes comportamentos são vistos como aceitáveis.

Também vão ser estudados fatores que potenciam o sucesso dos fazedores, como a maquiavelia, o narcisismo, a falta de ansiedade ou a ousadia.

A equipa de investigadores do Miscrisk é liderada por Pedro Sousa e Pedro Almeida e vai contar com a ajuda de especialistas das áreas da economia, psicologia/neurociência, Direito e criminologia.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Centeno, ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo. Fotografia: EPA/STEPHANIE LECOCQ

Peso da despesa com funcionários volta a cair para mínimos em 2020

26/10/2019 ( Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens )

Conselho de Ministros aprovou Orçamento do Estado

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República portuguesa. Foto: REUTERS/Benoit Tessier

OE2020: PR avisa que é preciso “ir mais longe” em matérias como a saúde

Outros conteúdos GMG
Live. Detetor de mentiras de fazedores nasce a partir do Porto