Dinheiro Vivo TV

Live. OPO tem o primeiro vinho português servido com gás e (muito) gelo

A carregar player...

Há duas opções: sabor a morango e sabor a limão. A OPO não usa adoçantes, corantes ou aromatizantes artificiais.

Vinho branco ou rosé, água com gás, extratos de fruta e sumos naturais. A OPO é a primeira bebida que dá um toque português ao wine spritzer, bebida gelada popular no estrangeiro mas que está a começar a contagiar os bares nacionais. Lançada em outubro, a OPO já vendeu 80 mil garrafas este ano e quer entrar em Espanha no próximo ano.

Há duas opções: sabor a morango, em que o vinho rosé conta com sumo natural de morango e extratos de framboesa; e sabor a limão e gengibre, com vinho branco e sumo natural de limão. O vinho é vendido dentro destas garrafas, com teor de álcool de 6% (pouco acima de uma cerveja, por exemplo). A OPO não usa adoçantes, corantes ou aromatizantes artificiais.

A marca tem uma forte ligação à cidade do Porto – de onde vem o pavão da garrafa -, e à região vínica do Douro, de onde vêm as uvas.

As garrafas deste wine spritzer podem ser compradas, em caixas de seis unidades, através da página da OPO. Depois do verão, a marca de bebidas vai começar a testar um novo sabor, para lançar na primavera do próximo ano. Também a partir do próximo ano deverá ser possível encontrar estas garrafas no supermercado.

Para conhecer melhor a estratégia da OPO, pode ler aqui o artigo publicado no passado sábado pelo Dinheiro Vivo: OPO. Vinho português com gás servido com fruta e (muito) gelo

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
EUA China

China retalia na ‘guerra’ com os EUA com tarifas em 75 mil milhões de bens

Emmanuel Macron, presidente francês. Fotografia: Direitos Reservados

Fogos na Amazónia: França e Irlanda ameaçam bloquear acordo com Mercosul

O ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, intervém durante uma conferência de imprensa para fazer o ponto de situação sobre a crise energética, no Ministério do Ambiente e da Transição Energética, em Lisboa, 13 de agosto de 2019. JOÃO RELVAS / LUSA

Ministro do Ambiente: “Há cada vez mais condições” para que greve não aconteça

Outros conteúdos GMG
Live. OPO tem o primeiro vinho português servido com gás e (muito) gelo