Livros, roupa, artigos de decoração. Hipers e supers impedidos de vender estes produtos

Lista de produtos vai ser conhecida esta sexta-feira e entra em vigor na segunda, dando tempo para retirar os produtos das lojas.

Os hipermercados e supermercados vão ficar impedidos de vender bens como livros, artigos de decoração, roupas e artigos de desporto, uma vez que as lojas de retalho vão ficar encerradas por ordem do Governo.

A lista de bens será conhecida esta sexta-feira, com a medida a entrar em vigor na segunda-feira, dando tempo às grandes superfícies para retirarem os artigos das prateleiras.

"São aqueles produtos que são comercializados nos estabelecimentos que vão ser encerrados", indicou o ministro da Economia, justificando com a necessidade de evitar "uma distorção do mercado".

A preocupação já tinha sido levantada pela Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) e o Governo acolheu a sugestão no decreto que regulamenta o estado de emergência.

"O membro do Governo responsável pela área da economia pode, mediante despacho, determinar que os estabelecimentos de comércio a retalho que comercializem mais do que um tipo de bem e cuja atividade seja permitida no âmbito do presente decreto não possam comercializar bens tipicamente comercializados nos estabelecimentos de comércio a retalho encerrados ou com a atividade suspensa nos termos do presente decreto", lê-se no diploma publicado em Diário da República.

Mas o ministro da Economia terá de "identificar os bens ou categorias de bens que estão abrangidos pela limitação de comercialização", detalha o decreto que regulamenta o estado de emergência. Essa lista vai ser conhecida esta sexta-feira, através de despacho de Siza Vieira.

"Encerramos as lojas de pronto-a-vestir, então não será permitida a sua venda nas superfícies comerciais, o mesmo com os artigos de desporto, mas lembro que é possível continuar a funcionar e a vendar estes produtos online, ao postigo ", explicou o ministro da Economia.

Em atualização

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de