Resultados

Lucro da Danone sobe 42,6% em 2017

logo_danone_rgb

O lucro do grupo francês Danone atingiu os 2.453 milhões de euros em 2017.

O lucro do grupo francês Danone atingiu os 2.453 milhões de euros em 2017, mais 42,6% face ao ano anterior, anunciou hoje a multinacional do setor da alimentação.

Para este resultado líquido contribuíram os progressos feitos na integração da WhiteWave, bem como o impacto positivo de 285 milhões de euros devido à reforma fiscal aprovada nos Estados Unidos, refere a empresa em comunicado.

Em julho de 2016, a Danone comprou a norte-americana WhiteWave Foods, tendo referido não só que o processo de integração “está a correr bem” e que as sinergias com a aquisição da empresa permitiram em 2017 uma redução de custos de 50 milhões de dólares (40 milhões de euros), valor superior ao inicialmente esperado.

As vendas da Danone cifraram-se em 24.677 milhões de euros em 2017, mais 12,5% do que no ano anterior.

Entre as principais unidades do grupo há a destacar a faturação da divisão de águas, que teve um crescimento de 4,7% em 2017, para 4.621 milhões de euros, e a área da nutrição, que aumentou a faturação em 9,3%, para 7.102 milhões de euros, impulsionada pelo ao mercado chinês.

Já o volume de vendas do negócio de produtos lácteos caiu 1,3% em 2017, para 8.424 milhões de euros.

A dívida líquida, por seu turno, situou-se nos 15.372 milhões de euros, representando um aumento de 7.900 milhões face ao ano anterior, acréscimo que é justificado sobretudo com a aquisição da WhiteWave.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
TimVieira_1-1024x683

“Fui quem mais investiu e mais perdeu no Shark Tank. E também quem ganhou mais”

João Lourenço, Presidente de Angola. Fotografia: ESTELA SILVA/LUSA

Dívida externa angolana financiou “enriquecimento ilícito de uma elite”

Lisboa, 12/06/2019 - Mariana Vieira da Silva, ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, fotografada esta tarde nos estúdios da TSF, durante uma entrevista 'A Vida do Dinheiro'  TSF/Dinheiro Vivo.
( Gustavo Bom / Global Imagens )

Mariana Vieira da Silva: Repetir a geringonça “é possível e desejável”

Outros conteúdos GMG
Lucro da Danone sobe 42,6% em 2017