Madeira

Madeira contrai empréstimo de 355 milhões de euros

Fotografia: D.R.
Fotografia: D.R.

O prazo para este empréstimo é de 10 anos com pagamento de juros semestral, não estando previsto reembolso.

A Região Autónoma da Madeira está autorizada a contrair um empréstimo obrigacionista no valor de 355 milhões de euros, de acordo com uma resolução publicada em jornal oficial da região, esta segunda-feira.

O montante é destinado “à amortização de capital, no corrente ano económico, de empréstimos que constituem a carteira de dívida da região e das suas empresas públicas integradas no universo das administrações públicas em contas nacionais”, revela o documento.

Para o efeito e após consulta ao mercado, foi decidido que o “consórcio formado pelo Banco BPI, S.A., pelo Banco Comercial Português, S.A., pelo Banco Santander Totta, S.A., e pela Caixa – Banco de Investimento, S.A.” apresentou a melhor proposta, que “requeria a garantia pessoal da República Portuguesa”.

Esta autorização da República foi prestada através de despacho do secretário de Estado Adjunto e das Finanças, Ricardo Mourinho Félix, tendo sido “autorizada a concessão da garantia pessoal do Estado à referida emissão obrigacionista, a emitir nas condições da proposta do consórcio, mediante o pagamento da taxa de aval de 0,2% ao ano”, pode ler-se no documento.

O prazo para este empréstimo é de 10 anos com pagamento de juros semestral, não estando previsto reembolso.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Base Aérea n.º 6, no Montijo, que será adaptada para a aviação civil caso aí avance a construção do novo aeroporto de Lisboa. Fotografia: Paulo Spranger/Global Imagens

Montijo: Novo aeroporto já tem luz verde definitiva

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva  (MIGUEL A. LOPES/LUSA)

Ministro defende atuação do Governo: Portugal “fará o que tem feito”

Cláudia e Paulo Azevedo
(José Carmo/Global Imagens)

Sonae “está a acompanhar com atenção e preocupação”

Madeira contrai empréstimo de 355 milhões de euros