Venezuela

Maduro responde a Juan Guaidó e promete “lutar até à vitória e mais além”

Fotografia: Direitos Reservados
Fotografia: Direitos Reservados

Líder da Assembleia Nacional, controlada pela oposição, jurou como presidente encarregado da Venezuela. Nicolás Maduro acusa intervenção dos EUA e corta relações diplomáticas. Pede lealdade aos militares.

“Hoje, 23 de janeiro, juro assumir formalmente as competências do governo nacional como presidente encarregado da Venezuela para conseguir o fim da usurpação, um governo de transição e eleições livres”, disse Juan Guaidó, líder da Assembleia Nacional venezuelana, frente a milhares de pessoas numa manifestação contra Nicolás Maduro em Chacao.

“Assumo a responsabilidade ao abrigo do artigo 333 e do 350. Juro assumir o compromisso da não violência”, acrescentou, citado pelo jornal El Nacional, que refere que a multidão cantou depois o hino. Antes, Guaidó tinha perguntado se contava ou não com o apoio da multidão e recebeu uma resposta positiva.

Em atualização no Diário de Notícias.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro critânico, Boris Johnson, (E) recebe a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen (D) no n.º 10 de Downing Street em Londres.  EPA/ANDY RAIN

Empresas portuguesas têm curso online sobre o brexit

Ilustração: Vítor Higgs

Espanhóis e chineses na corrida para entrar no capital do EuroBic

Procurador-Geral da República de Angola, Hélder Pitta Grós (EPA/MARIO CRUZ)

PGR angolano afasta mais arguidos portugueses no caso Isabel dos Santos

Maduro responde a Juan Guaidó e promete “lutar até à vitória e mais além”