Coronavírus

Mais 22 detidos e 145 lojas fechadas em três dias

Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)
Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna. (Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Desde o início do estado de emergência, dia 22 de março, somam-se já mais de 100 detenções.

Os números do novo estado de emergência dão conta de mais 22 pessoas detidas por crime de desobediência, designadamente por violação da obrigação de confinamento obrigatório e por outras situações de desobediência ou resistência. Desde o dia 3 de abril, quando se renovou aquela medida para garantir o confinamento e evitar a propagação do novo coronavírus, foram ainda encerrados 145 estabelecimentos por incumprimento das normas estabelecidas.

Somados os da nova fase aos que foram apanhados pela GNR e pela PSP a violar as regras, desde o primeiro período do estado de emergência, estabelecido a 22 de março, encontramos um total de 130 detenções por crime de desobediência e 1853 estabelecimentos comerciais fechados por incumprimento das regras.

O que tem de saber no estado de emergência II: Ordem para recolher na Páscoa

O Ministério da Administração Interna, perante a imperiosa necessidade de todos contribuírem para conter o contágio da Covid-19, “insiste no cumprimento rigoroso das medidas impostas pelo Estado de Emergência”, estando particularmente atento numa altura de férias de Páscoa, em que as deslocações são habituais para reuniões de família. Algo que, neste ano, está proibido – e leva as autoridades a intensificar a fiscalização nas entradas e saídas dos concelhos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Empresas com quebras de 25% vão poder pedir apoio à retoma

Lisboa,  29/09/2020 - Ursula Von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia.
(Paulo Alexandrino/Global Imagens)

“Temos de ser cuidadosos em relação à dívida, no longo prazo ela terá de descer”

ANTONIO COTRIM/ LUSA

Governo aposta no clima e competências para recuperação – mas sem empréstimos

Mais 22 detidos e 145 lojas fechadas em três dias