Coronavírus

Mais compras em supermercado e farmácia: o impacto do vírus nos pagamentos

A SIBS é responsável pela gestão da rede de multibanco em Portugal.
A SIBS é responsável pela gestão da rede de multibanco em Portugal.

Os dados da SIBS revelam que, em tempo de surto, os pagamentos dos portugueses concentram-se em supermercados e farmácias. MB Way ganha força.

Desde a confirmação de casos de infeção pela Covid-19 em Portugal, as compras dos portugueses têm estado mais concentradas em super e hipermercados e em farmácias e parafarmácias, revela a SIBS, responsável pela rede de pagamentos em Portugal. Estes setores representaram, inclusive, uma em cada duas compras feitas em Portugal na semana passada.

A análise foi feita entre 2 a 15 de março: de uma semana para a outra, as compras em super e hipermercados e farmácias e parafarmácia cresceram 10%, passando a representar 49% das compras. Também os valores médios de compras cresceram de uma semana para a outra, de um valor médio de compra de 34,7 para 37,4 euros.

Os dados da plataforma SIBS Analytics indicam ainda que, na última semana, com mais portugueses em isolamento voluntário, tem sido registado um abrandamento nas operações de levantamento (uma redução de 3 pontos, entre 9 e 15 de março). Também as compras de portugueses no estrangeiro abrandaram: a SIBS registou uma redução de 33 pontos na semana de 9 a 15 de março.

Também os levantamentos na rede Multibanco diminuíram na semana passada. Já o valor médio de levantamentos subiu dos 67,8 para os 74,8 euros.

A SIBS indica ainda que o MB Way tem conquistado força entre as soluções de pagamento, muito pela ausência de contacto com o terminal de pagamento, recomendado para evitar possíveis contágios.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Indústria do calçado. 
Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal regressou ao Top 20 dos maiores produtores de calçado

Alexandre Meireles, presidente da ANJE. Fotografia:  Igor Martins / Global Imagens

ANJE teme que 2021 traga “grande vaga” de falências e desemprego

Mina de carvão perto da cidade de Oaktown, Indiana, Estados Unidos. (EPA/TANNEN MAURY)

Capacidade de produção de carvão caiu pela primeira vez

Mais compras em supermercado e farmácia: o impacto do vírus nos pagamentos