Emprego

Mais de 544 mil pessoas respondem a anúncios de emprego no OLX

laptop-820274_1920

Restauração, hotelaria e turismo são os setores que registaram maior procura no portal de anúncio classificados.

Durante o primeiro trimestre de 2019, 544.522 pessoas responderam a anúncios de emprego no OLX, um crescimento de 39% face ao período homólogo do ano passado. Os números são de um estudo divulgado pelo portal de anúncios classificados, baseado nos dados disponíveis na plataforma.

No mesmo período, a média de novos anúncios passou de 5.509 em 2018 para 7.600 em 2019. Para Andreia Pacheco, brand manager do OLX Portugal, o crescimento destes indicadores revelam que “o OLX é uma plataforma cada vez mais útil em diferentes momentos da vida das pessoas e este é um excelente exemplo disso mesmo”.

Relativamente aos novos anúncios, a maioria (43%) são colocados na região de Lisboa, seguindo-se o Porto (22%) e Setúbal (13%). Faro e Braga completam o top 5. Em Lisboa foram realizados 907.204 contactos por parte daqueles que procuram emprego, no Porto, o valor desce para os 353.445.

Os empregos com mais procura enquadram-se nos setores da restauração, hotelaria e turismo; limpezas; e construção civil. Em abril, o Dinheiro Vivo noticiou que, nos últimos anos, o turismo criou entre 30 a 40 mil novos postos de trabalho. A escalada de criação de emprego no setor tem acompanhado o boom turístico que o país regista desde 2013.

Os setores que apresentam mais anúncios na plataforma são comercial; restauração, hotelaria e turismo; construção civil; saúde e beleza; e limpezas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
apple one

Apple One junta vários serviços, chega a Portugal mas com limitações. O que tem

A  90ª edição da Micam, a feira de calçado de Milão, está agendada para os dias 20 a 23 de setembro, com medidas de segurança reforçadas. Fotografia DR

Calçado. Micam arranca este domingo e até há uma nova marca presente

Os ministros da Presidência do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva (C), Economia, Pedro Sia Vieira (E) e do Trabalho Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho (D). MANUEL DE ALMEIDA/POOL/LUSA

Portugal é o quarto país da UE onde é mais difícil descolar do mínimo

Mais de 544 mil pessoas respondem a anúncios de emprego no OLX