Riqueza

Este foi o homem mais rico da história

Empire_mansa_musa

A riqueza de Mansa Musa já foi estimada em 400 mil milhões de dólares mas os historiadores acreditam que tal valor é impossível de quantificar.

Jeff Bezos, fundador da Amazon, é o homem mais rico do mundo. Assim o diz a lista de multimilionários da Forbes, referente a este ano, divulgada recentemente. Com uma fortuna avaliada em 131 mil milhões de dólares (cerca de 116,5 mil milhões de euros), é o homem mais rico da história moderna.

Contudo, isso não quer dizer que seja o homem mais rico de todos os tempos. Esse título pertence a Mansa Musa, um governante da África Ocidental do século XIV. De acordo com a BBC, este homem era tão rico que as suas generosas doações destruíram a economia de todo o país.

Leia também: Tecnologia, roupa de luxo e maquilhagem: quem são os mais ricos do mundo em 2019

Em 2012, o Celebrity Net Worth, um website norte-americano, estimou a riqueza de Mansa Musa em 400 mil milhões de dólares (cerca de 355,75 mil milhões de euros), mas os historiadores são da opinião que é difícil avaliar a sua fortuna num número.

Mansa Musa nasceu em 1280. O seu irmão governou o império de Mali até 1312, altura em que abdicou para partir em expedição. Mansa Musa tomou a liderança e sob o seu mandato conseguiu anexar 24 cidades.

O reino de Mansa Musa expandiu-se e anexou partes que são hoje o Senegal, a Mauritânia, o Mali, Burquina Faso, Nigéria, Gâmbia, Guiné-Bissau, Guiné e Costa do Marfim. A expansão deu origem à exploração de recursos como ouro e sal. De acordo com o Museu Britânico, o seu império possuía quase metade do ouro de todo o mundo.

Mansa Musa morreu aos 57 anos, deixando o império aos seus filhos que acabaram por deixá-lo desmoronar-se.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Turistas passeiam na baixa de Quarteira dia 19 de março de 2020. (LUÍS FORRA/LUSA)

Desemprego no Algarve triplica em maio por quebras no turismo

(MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)

OE Suplementar: Oposição levou 263 propostas a votação, passaram 35

O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, João Leão (D), durante o debate e votação da proposta do orçamento suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

O Orçamento Suplementar em 5 minutos

Este foi o homem mais rico da história