Visita

Marcelo destaca “ideia” económica, financeira e social na Madeira

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (D), acompanhado pelo presidente do Governo Regional da Madeira Miguel Albuquerque (C) e pelo presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, Pedro Coelho (2D), esta tarde durante a chegada a Câmara de Lobos, Madeira, Portugal, 5 julho 2020, HOMEM DE GOUVEIA/LUSA
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (D), acompanhado pelo presidente do Governo Regional da Madeira Miguel Albuquerque (C) e pelo presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, Pedro Coelho (2D), esta tarde durante a chegada a Câmara de Lobos, Madeira, Portugal, 5 julho 2020, HOMEM DE GOUVEIA/LUSA

"O Governo da Região Autónoma da Madeira precisa de um interlocutor junto do Estado e tem de ser o PR", disse Miguel Albuquerque.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje ter constatado que há uma “ideia” económica, financeira e social na Madeira, além da gestão da pandemia de covid-19, sublinhando o sucesso das medidas de contenção da doença.

“Parto com o estado de espírito de que eu pude ver no terreno que a forma como foi enfrentado o processo pandémico justifica os resultados obtidos”, afirmou o chefe de Estado, em Câmara de Lobos, onde se deslocou no âmbito de uma visita de menos de 24 horas à região autónoma.

O arquipélago da Madeira teve até agora 93 casos confirmados de covid-19, dos quais apenas três estão ativos, e não registou até hoje qualquer óbito devido ao novo coronavírus.

Na freguesia de Câmara de Lobos foi instalada uma cerca sanitária entre 19 de abril e 03 de maio, na sequência de uma cadeia de transmissão de covid-19 identificada no bairro social Nova Cidade.

Marcelo Rebelo de Sousa elogiou o desempenho da população durante esse período e disse que será “portador” de tudo o que testemunhou no terreno, vincando que o papel do Presidente da República é o de ter um “exercício de funções” que permita “potenciar o diálogo e as pontes”, bem como a “compreensão daquilo que, por vezes, a distância torna menos compreensível”.

O chefe de Estado falava numa receção na Câmara Municipal de Câmara de Lobos, após a intervenção do presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, que criticou a falta de solidariedade do Governo da República desde o início da crise pandémica e solicitou que Marcelo Rebelo de Sousa seja o interlocutor da região junto das instâncias nacionais.

“O Governo da Região Autónoma da Madeira precisa de um interlocutor junto do Estado e esse interlocutor tem de ser vossa excelência”, disse.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Comboio Histórico do Douro 2020, entre Régua e Tua. (Rui Manuel Ferreira / Global Imagens)

Comboios turísticos dependem de parcerias com privados para crescer

genebra suiça

Suíços dizem não ao fim da livre circulação de pessoas com a UE

Foto- Paulo Barata 2016

Restauração quer figura de “mordomo” a fiscalizar regras de segurança

Marcelo destaca “ideia” económica, financeira e social na Madeira