Défice excessivo

Maria Luís: Não haveria sanções “se eu fosse ministra”

Ex-ministra das Finanças diz que Portugal consegue evitar punição de Bruxelas por incumprimento do défice de 2015

Maria Luís Albuquerque considera que o governo de António Costa “pode e deve evitar quaisquer sanções económicas e de suspensão dos fundos comunitários”.

A número dois do PSD volta armas para as políticas atuais e diz que “Bruxelas está preocupada com o atual Governo e com esta maioria”, que, na sua opinião, não transmitem confiança à União Europeia.

“Se eu ainda fosse ministra das Finanças, esta questão não se estaria a colocar”, garantiu Maria Luís Albuquerque, que falava aos jornalistas, na sede do PSD, em Lisboa.

A antiga ministra falou no dia em que a Comissão Europeia reacendeu o tema das sanções a Portugal. Valdis Dombrovskis assegura que as sanções devem ser aplicadas a Portugal e a Espanha e que a punição pode passar pelo congelamento dos fundos estruturais.

No caso de Portugal falamos dos 25 mil milhões de euros do Portugal 2020 que são dedicados, especialmente, à internacionalização e emprego.

*Com Lusa

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
(Rui Oliveira / Global Imagens)

Marcas aceleram nas promoções para tirar travão nas vendas

Fotografia: Gonçalo Delgado/Global Imagens

Resposta à pandemia traz riscos de má gestão e corrupção do dinheiro público

Restauração recuperou volume de negócios

CIP: 61% das empresas ainda não recebeu financiamento

Maria Luís: Não haveria sanções “se eu fosse ministra”