Dijsselbloem

Mário Centeno não vai mudar políticas do Eurogrupo

Jeroen Dijsselbloem e Mário Centeno. Foto: EPA/OLIVIER HOSLET
Jeroen Dijsselbloem e Mário Centeno. Foto: EPA/OLIVIER HOSLET

"A mudança de quem ocupa o cargo não significa que de repente as políticas vão mudar", diz ao ainda presidente do Eurogrupo.

O ainda presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, defendeu esta quinta-feira no Parlamento Europeu que a eleição de Mário Centeno não vai mudar as políticas do fórum que reúne os ministros das Finanças da zona euro.

“Penso que isso é um não debate. A estratégia do Eurogrupo nunca foi definida por uma abordagem unidimensional de austeridade. Por isso, penso que a nossa estratégia não vai mudar no fundamental”, afirmou quando questionado sobre se a eleição de Centeno iria significar o fim das políticas de austeridade.

“A mudança de quem ocupa o cargo não significa que de repente as políticas vão mudar – elas foram incluídas em acordos feitos entre nós e as decisões do Eurogrupo ainda são tomadas por unanimidade”, reforçou Dijsselbloem, salientando que “uma grande parte” da estratégia “está naturalmente incluída no Pacto de Estabilidade e outros acordos”.

“Parte da estratégia está também relacionada com o setor financeiro e com a recuperação dos bancos”, acrescentou.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, à saída do Tribunal de Santarém. Fotografia: PAULO CUNHA/LUSA

Tribunal declara nula acusação de BdP contra Salgado e Amílcar Pires

Mario Drahi, presidente do Banco Central Europeu. Fotografia: Banco Central Europeu

BCE mantém taxas de juro em zero e estímulos até setembro

João Cadete de Matos, presidente da Anacom

Fotografia: Vítor Gordo/D.R.

Anacom analisa exigência do serviço universal postal

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Mário Centeno não vai mudar políticas do Eurogrupo