Mecenas ajudam Universidade de Évora a apoiar alunos em carência económica

ng3120457

Sete entidades vão contribuir financeiramente, este ano letivo, para o fundo da Universidade de Évora (UÉ) que apoia alunos em situação de carência económica de emergência, revelou esta terça-feira à agência Lusa fonte da academia alentejana.

“Temos três mecenas colaborantes e quatro mecenas patrocinadores que vão contribuir para o ‘envelope’ financeiro” do fundo, disse João Nabais, pró-reitor da UÉ para as Relações com a Comunidade.

Os contratos destes acordos de mecenato para o Fundo de Apoio Social aos Estudantes da Universidade de Évora (FASUÉ), para este ano letivo, são assinados na quarta-feira.

Leia também: NOVA e Universia têm portal de emprego

Os mecenas incluem empresas, fundações, bancos e entidades do terceiro setor, decorrendo a cerimónia na Sala dos Docentes do Colégio do Espírito Santo, às 15:00, informou a academia.

O FASUÉ, criado em 2012, serve para apoiar alunos “em situação de carência económica de emergência”, devido à crise que o país atravessa, e pretende contribuir para evitar que abandonem os estudos no ensino superior.

Segundo João Nabais, o total do “pacote” financeiro do fundo para este ano, que engloba a contribuição dos mecenas e uma dotação do próprio orçamento da universidade, “ainda não está definido”, assim como não está certo o número de bolsas a atribuir.

Contudo, revelou, a UÉ já recebeu mais candidaturas de alunos do que no ano passado, essencialmente devido a dois motivos: “O país não está melhor do que estava há um ano atrás e, por outro lado, o fundo já é mais conhecido”.

“No ano passado, tivemos 165 candidaturas e, este ano, recebemos 235”, disse, referindo que estes processos já foram alvo de uma primeira avaliação por parte do concelho consultivo do FASUÉ, mas os candidatos a apoiar “ainda não estão definidos porque há casos pendentes”.

No ano transato, a Universidade de Évora apoiou, através do FASUÉ, 39 alunos em risco de abandonarem os estudos, aplicando cerca de 60 mil euros nestas bolsas.

Leia também: Universidade de Coimbra investe 10 milhões de euros em infraestruturas científicas

“O montante financeiro deste ano ainda não está ‘fechado’, mas posso dizer que, à partida, iremos conseguir atribuir bolsa a todos os alunos que se candidatem e que sejam elegíveis”, de acordo com os critérios do regulamento do FASUÉ, afiançou à Lusa.

Das 235 candidaturas, “uma ‘fatia’ será excluída porque não cumpre o que está no regulamento”, afirmou, dando como exemplo alunos que já sejam bolseiros do Estado ou que tenham “rendimentos ‘per capita’ superiores ao estipulado”.

Quanto ao montante de cada ajuda, que oscilou entre os 734 e os 1.578 euros, em 2013, “não deve variar muito este ano”, pois, o valor da propina na UÉ, que é um dos índices de referência, “não aumentou”, indicou o pró-reitor.

“Este fundo é importante e necessitamos de mais mecenas que o apoiem, embora já me deixe muito satisfeito ver que há entidades que, consistentemente, contribuem e outras que aderiram ao FASUÉ este ano por o considerarem uma causa nobre”, argumentou João Nabais.

O aumento do número de candidaturas de alunos “era esperado” e a Universidade de Évora já está a preparar o próximo ano letivo: “Porque as candidaturas, provavelmente, irão aumentar, atendendo à situação do país”, frisou.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A administradora delegada da Media Capital, Rosa Cullell (E), acomapnhada pelo CEO da Altice Media, Alain Weill (2-E), do CEO do Grupo Altice, Michel Combes (2-D), e do Chairman e CEO da Portugal Telecom, Paulo Neves (D), fala durante uma conferência de imprensa sobre a compra da Altice sobre o grupo Media Capital,. Fotografia: ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Compra da TVI pelo Meo pode “criar entraves significativos à concorrência”

Foto: ANDRÉ KOSTERS / LUSA

Financial Times destaca “sucesso socialista” na recuperação de Portugal

Cristina Casalinho, presidente do IGCP. Fotografia: Diana Quintela/Global Imagens

Casalinho quer alongar pagamento da dívida para evitar picos de reembolsos

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Mecenas ajudam Universidade de Évora a apoiar alunos em carência económica