Banco de Portugal

Menos crédito para comprar casa, mais para consumo

Dinheiro Vivo243_  4 dicas para comparar propostas de crédito à habitação-05

Números do Banco de Portugal apontam para uma subida também nos financiamentos pedidos pelas empresas

Os empréstimos concedidos pelos bancos às famílias para habitação diminuíram em novembro de 2018 face ao mês anterior, enquanto os empréstimos ao consumo e às empresas aumentaram, divulgou hoje o Banco de Portugal (BdP).

De acordo com dados do banco central, em novembro do ano passado o ‘stock’ do crédito à habitação dos bancos era de 98.018 milhões de euros, menos 18 milhões de euros do que em outubro e menos 716 milhões de euros do que em novembro de 2017.

Já o crédito ao consumo e outros fins cresceu 27 milhões de euros em cadeia e aumentou 1.207 milhões de euros em termos homólogos, para 26.166 milhões de euros.

Quanto ao crédito às empresas, em novembro do ano passado era de 71.155 milhões de euros, mais 72 milhões de euros do que em outubro (71.083 milhões de euros), mas menos 2.665 milhões de euros do que no mês homólogo de 2017 (73.820 milhões de euros).

Quanto ao crédito a empresas exportadoras, apresentou em novembro uma queda em cadeia de 71 milhões de euros e uma diminuição homóloga de 356 milhões de euros, ascendendo a 16.356 milhões de euros.

O rácio de crédito vencido das famílias foi de 3,8%, menos 0,1 pontos percentuais do que em outubro e menos 0,6 pontos percentuais do que em novembro de 2017, tendo a percentagem de devedores com crédito vencido se mantido em 11,3%.

Na habitação, o rácio de crédito vencido recuou em novembro para 2,6% (face a 2,7% em outubro e a 2,9% em novembro de 2017), enquanto no consumo e outros fins diminuiu para 8,4% (contra 8,3% em outubro e 10,2% em novembro de 2017).

Quanto ao rácio de crédito vencido das empresas, desceu em novembro para 11,4%, face aos 11,7% de outubro e aos 14,4% de novembro de 2017, tendo a percentagem de devedores com crédito vencido diminuído 0,1 pontos percentuais, para 22,6%.

Por dimensão das empresas, o rácio de crédito em incumprimento diminuiu (em termos mensais e homólogos) nas micro, pequenas e médias empresas, respetivamente para 18,0%, 11,5% e 5,9%.

Já nas grandes empresas o rácio de crédito vencido situou-se nos 4,5% em novembro, mantendo-se estável face a outubro, mas aumentando face aos 3,2% de novembro de 2017.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Facebook's founder and CEO Mark Zuckerberg reacts as he speaks at the Viva Tech start-up and technology summit in Paris, France, May 24, 2018. REUTERS/Charles Platiau - RC11ABE16B10

Abusos nos dados privados pode custar ao Facebook entre 3 a 5 mil milhões

Foto: Global Imagens

Jovens licenciados portugueses com maior probabilidade de terem salários baixos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa,  intervem durante a sessão solene comemorativa dos 45 anos da Revolução de 25 de Abril na Assembleia da República em Lisboa, 25 de abril de 2019. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Presidente da República pede “mais ambição” para resolver problemas

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Menos crédito para comprar casa, mais para consumo