Turismo

Menos portugueses vão fazer férias no Natal e passagem de ano

Há muitas opções para o réveillon

Apesar da diminuição das intenções de férias no período face ao ano passado, mais vão gozá-lo no estrangeiro e aumentar gastos.

Menos portugueses planeia fazer férias no período de Natal e fim do ano, este ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, revela o estudo realizado pelo Instituto do Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT) em parceria com a Soltrópico. Contudo, entre os que de facto vão tirar férias nesta altura, há mais portugueses a viajar para o estrangeiro e a gastar mais.

Apenas 37% dos inquiridos pelo IPDT pretendem fazer férias nesta altura, o que compara com os 43% de há um ano e retoma os valores obtidos em 2015. Contudo, em 2016, Portugal era o destino de 78% dos inquiridos que vão gozar férias e, este ano, apenas 57% planeia ficar “cá dentro”.

A região do Porto e Norte colhe maior preferência entre os destinos internos do que há um ano, sendo escolhida por 40% dos turistas (31% em 2016). Também o Centro cresce ligeiramente, com 24,4% das intenções, face aos 22% do ano passado. Em terceiro lugar, Lisboa e Vale do Tejo (14% em 2016, 8% em 2017) dá o lugar ao Alentejo, que será destino de 14% dos portugueses (9% em 2016).

Segundo o presidente do IPDT, António Jorge Costa, “a expectativa para o gozo de férias neste período é muito positiva, sobretudo pelo aumento do consumo dos turistas. O Porto e Norte e o Centro são, de novo, os destinos de eleição, confirmando o excecional momento, colecionando prémios, distinções e recordes, ano após ano”.

No que toca a destinos no estrangeiro, com 6% das intenções, Espanha empata com “outro na Europa” e 9,3% ainda não decidiram.

Este ano, cada turista conta gastar 270€ na viagem (209€ em 2016), contando com uma despesa por turista e por noite de 70€ (mais 12€ que em 2016).

O estudo do IPDT regista um aumento da duração da estada média para o período em causa: 29,8% irá ficar fora três noites, 23,8% passará duas noites fora de casa e 26% vai ficar cinco ou mais noites no destino. Assim, a estada média aumenta de 3,49 para 3,77 noites e influenciará o gasto médio da viagem.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fundada em 2008, a Zalando está sedeada em Berlim (Alemanha). Fotografia: . REUTERS/Hannibal Hanschke

Zalando sai de Portugal um ano depois de investir 3 milhões

Foto: REUTERS/Rafael Marchante

Clima de negócios mantém tendência de queda na zona euro em junho

( Filipe Amorim / Global Imagens )

Atlético de Madrid propõs ao Benfica 126 milhões de euros por João Félix

Outros conteúdos GMG
Menos portugueses vão fazer férias no Natal e passagem de ano