Energia

Ministério da Economia lança linha de eficiência energética de 100 milhões

Manuel Caldeira Cabral, ministro da  Economia. Fotografia:
Nuno Pinto Fernandes/Global Imagens
Manuel Caldeira Cabral, ministro da Economia. Fotografia: Nuno Pinto Fernandes/Global Imagens

Linha tem a dotação de 100 milhões de euros e é dirigida às às micro, pequenas e médias empresas.

O ministério da Economia anunciou o lançamento de uma linha de eficiência energética destinada às micro, pequenas e médias empresas (PME). Com uma dotação de 100 milhões de euros, o objetivo é apoiar as empresas industriais e do turismo na implementação de projetos, que permitam a redução do consumo energético e a mudança das fontes energéticas fósseis para renováveis, de acordo com as informações divulgadas em comunicado.
A linha tem um prazo de vigência até dois anos após o seu início ,o montante máximo de operação por empresa é de 2 milhões de euros.
“A sustentabilidade energética é fundamental para a competitividade das empresas. A otimização do uso das fontes de energia numa estrutura empresarial maioritariamente composta por PME onde o consumo energético corresponde a uma parcela significativa dos custos de exploração, é fundamental do ponto de vista ambiental, mas também para o crescimento da economia num ambiente competitivo global, permitindo às empresas aumentar a eficiência e o rendimento dos fatores de produção e, dessa forma, gerar vantagens competitivas”, refere o ministério em comunicado.
A linha de eficiência energética, que se enquadra nos apoios do Programa Interface, surge no seguimento do Plano Nacional de Ação para a Eficiência Energética, aprovado em 2013, que tem projetadas ações relativas à redução de energia primária, enquadradas com as metas previstas para a Europa.
De acordo com o mesmo documento, para prosseguir essas metas, existem já outros instrumentos de apoio disponíveis, como é o caso do Fundo de Eficiência Energética (FEE), do Fundo de Apoio à Inovação (FAI), do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica (PPEC), e do Portugal 2020.

Esta linha pretende financiar projetos de substituição de equipamentos existentes por outros mais inovadores, a implementação de dispositivos de monitorização, de controlo e atuação que permitam otimizar as condições de uso e consumo de energia, e a troca de fontes de energia fóssil por energia proveniente de fontes renováveis.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

Antonoaldo Neves, presidente executivo da TAP. Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

TAP também vai avançar com pedido de layoff

Veículos da GNR durante uma operação stop de sensibilização para o cumprimento do dever geral de isolamento, na Autoestrada A1 nas portagens dos Carvalhos/Grijó no sentido Sul/Norte, Vila Nova de Gaia, 29 de março de 2020. MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Mais de 80 detidos e 1565 estabelecimentos fechados

Ministério da Economia lança linha de eficiência energética de 100 milhões