exportações

Ministra preocupada com taxas alfandegárias dos EUA sobre queijo açoriano

Fotografia: D.R.
Fotografia: D.R.

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, manifestou hoje preocupação com o impacto das taxas sobre exportações de queijo açoriano para os Estados Unidos, num encontro com o comissário europeu da tutela, Phil Hogan, em Bruxelas.

“Tive a oportunidade de chamar a atenção para o problema do agravamento das taxas aduaneiras, que advém do conflito comercial com a Airbus” que afeta “em concreto a exportação que se faz a partir dos Açores do queijo de S. Jorge” para os Estados Unidos.

A ministra adiantou ter pedido ao comissário “que haja uma posição conjunta, que garanta as melhoras condições para que esta situação possa ser ultrapassada” e não se colocar “em causa um fator tão importante para o desenvolvimento da balança comercial”.

A ministra salientou que “a exportação do queijo da ilha é bastante grande” e o agravamento, por parte de Washington “vai condicionar fortemente a atividade nas ilhas”.

Este foi o primeiro Conselho de Ministros da Agricultura da União Europeia em que participou Maria do Céu Albuquerque e o último em que Hogan representou a Comissão Europeia nesta pasta, transitando para a do Comércio no próximo executivo comunitário.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
(FOTO: Lisa Soares/GI)

Idade média da reforma no privado no valor mais alto em 20 anos

O ex-secretário de Estado da Energia, Artur Trindade

EDP e ex-secretário de Estado vão ser constituídos arguidos

Peter Wilhelm

“Diminuição significativa das rendas pode provocar efeito dominó” na banca

Ministra preocupada com taxas alfandegárias dos EUA sobre queijo açoriano