Ministro brasileiro diz que data da cimeira da CPLP será decida em breve

O ministro das Relações Exteriores do Brasil disse hoje que a data da cimeira de chefes de Estado e de Governo lusófonos deve ser decidida em breve

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, José Serra, disse hoje que a data da cimeira de chefes de Estado e de Governo lusófonos deve ser decidida em breve, mostrando preferência pelo mês de julho.

José Serra, que está em Cabo Verde, disse hoje que "não vai demorar" a marcação e o anúncio da data da cimeira.

O ministro brasileiro, que de Cabo Verde segue para França, disse que irá resolver a questão no regresso ao Brasil.

"Na volta vou levar ao Presidente Temer esta questão, para ver se podemos marcar logo", disse, adiantando que, com a realização dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto, "há uma concentração imensa de esforços nessa direção".

"É o maior evento que alguma vez terá havido no Brasil e consome parte da energia necessária para outros eventos, mas não creio que vá demorar muito", reforçou.

O secretário executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Murade Murargy, manifestou-se no início do mês preocupado com o facto de o Brasil, que assumirá a presidência da organização lusófona, não ter ainda marcado a data para a realização da cimeira de chefes de Estado e de Governo, tradicionalmente realizada no mês de julho.

Admitindo que a cimeira pudesse ser adiada, o responsável da CPLP indicou que a recente crise política no Brasil poderia ter implicações no agendamento e lembrou que, até ao fim do ano, decorrerão também os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, em agosto, e haverá ainda eleições Presidenciais em São Tomé e Príncipe e em Cabo Verde, que também terá eleições autárquicas.

O ministro brasileiro não se comprometeu com datas para a reunião que marca a transição da presidência da organização lusófona entre países, mas adiantou que por ele "seria feita em julho".

José Serra (PSDB), que assumiu a pasta das Relações Exteriores do Governo interino liderado por Michel Temer após a destituição da Presidente Dilma Roussef em meados de maio, reuniu-se hoje, na Praia, com o primeiro-ministro da Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva.

O ministro, que fez uma paragem de 12 horas em Cabo Verde a caminho de Paris, onde irá acompanhar a reunião do conselho de ministros da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), a 01 e 02 de junho, foi ainda recebido pelo Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de