Ministro das Finanças de Chipre nega ter apresentado demissão

ng3107389

A agência Reuters recebeu uma mensagem do ministro das Finanças de Chipre a dizer que “não há verdade” nas notícias que dão conta do seu pedido de demissão.

Vários meios de comunicação cipriotas e gregos estão desde o início da tarde a informar que Michalis Sarris tinha pedido a demissão do cargo, mas que o presidente do país a tinha rejeitado.

É na mão de Sarris, que está a negociação do pacote de ajuda financeira ao Chipre. O jornal grego Kathimerini, contactou fontes governamentais que dizia que o ministro não goza da confiança da maioria do Executivo nem do presidente, já que revela alguma “incapacidade em avançar com soluções” à medida do momento vivido no país.

Hoje, Sarris está em Moscovo, na Rússia, para discutir uma ajuda de 2,5 mil milhões que deverá ser financiada pelas autoridades russas no verão.

A Market News revelava que no regresso a Chipre a demissão poderia ser aceite, mas afinal o responsável nega ter pedido qualquer tipo de afastamento do cargo.

O Chipre terá de votar hoje uma taxa sobre os depósitos bancários, que ficou marcada para as 16h00 de Lisboa. Este imposto extraordinário está a gerar fortes problemas no país, com os cidadãos a correrem para levantar dinheiro e com a zona euro a temer um possível contágio do medo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Francisco Pedro Balsemão, CEO do grupo Impresa. Foto: DR

Impresa.Reestruturação já atingiu 20 trabalhadores. E chegou ao Expresso

PCP

Subsídios por duodécimos no privado também acabam em 2018

Turistas no novo terminal de cruzeiros de Lisboa, Santa Apolónia. Fotografia: Gustavo Bom/Global Imagens

Instituto alemão prevê boom na construção em Portugal até 2020

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Ministro das Finanças de Chipre nega ter apresentado demissão