Aeronaútica

Ministro do Planeamento destaca investimento estrangeiro na aeronáutica

Nelson de Souza
Foto: DR
Nelson de Souza Foto: DR

Governante reconheceu que, apesar de haver dificuldades em ter acesso a fundos comunitários, a articulação com a fabricante brasileira de aeronaves Embraer tem possibilitado a Portugal mais competitividade internacional no setor.

O ministro do Planeamento, Nelson de Souza, salientou esta quarta-feira a importância do investimento estrangeiro em Portugal, realçando a parceria da Embraer com a OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal, que tem mantido o setor competitivo internacionalmente.

“Viemos conhecer as realidades que importam dar a conhecer aos portugueses como exemplo daquilo que o bom investimento estrangeiro pode trazer e traz, e tem trazido, para enriquecer e para que Portugal possa ser mais competitivo do ponto de vista da sua inserção nesta senda internacional”, referiu Nelson de Souza, numa visita às instalações da OGMA, em Alverca do Ribatejo.

Em declarações à agência Lusa, o governante reconheceu que, apesar de haver dificuldades em ter acesso a fundos comunitários, a articulação com a fabricante brasileira de aeronaves Embraer tem possibilitado a Portugal mais competitividade internacional no setor.

O ministro do Planeamento admitiu também que a qualidade e credibilidade da produção têm sido reconhecidas por clientes da indústria aeronáutica, mesmo com esforços financeiros muito grandes da OGMA.

“Portugal conseguiu construir aqui uma parceria que consegue manter uma atividade fortemente competitiva ao nível internacional com os portugueses, com os trabalhadores portugueses, com esforços muito grandes da parte da gestão desta empresa”, explicou, notando que os investimentos têm sido suportados com recursos próprios.

Na visita à OGMA, Nelson de Souza enalteceu ainda a parceria da Embraer, que tem sido importante nos investimentos realizados em Portugal.

“Temos tido a possibilidade de sermos parceiros da Embraer no conjunto dos investimentos que esta empresa tem feito. Investimentos importantes não só aqui, em Alverca, mas também em Évora e noutras regiões do país”, disse.

Esta visita teve como objetivos ver as capacidades da OGMA na manutenção de aeronaves civis e militares e no fabrico de estruturas aeronáuticas, bem como a estratégia futura da empresa.

A OGMA tem atualmente em manutenção um conjunto de aviões C130, de França, Estados Unidos da América, Chile, Camarões, Espanha, Afeganistão, Níger, Brasil e da Força da Aérea Portuguesa, além de aviões P3, de Espanha e Paquistão, e aviões F-16, de Portugal e Holanda.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, e o ministro das Finanças, Mário Centeno. Foto: TIAGO PETINGA/LUSA

Bruxelas pede a Centeno 1,4 mil milhões em novas medidas para acertar OE2020

Faria de Oliveira, presidente da APB.

Banca portuguesa entre a que mais se desfez de ativos tóxicos na Europa

5G NOS

NOS anuncia Matosinhos como “primeira cidade” em Portugal com cobertura 5G

Outros conteúdos GMG
Ministro do Planeamento destaca investimento estrangeiro na aeronáutica