Tecnologia

Mobile World Congress cancelado devido ao coronavírus

Um trabalhador com uma máscara protectora sai do centro de congressos durante os preparativos para o Mobile World Congress, em Barcelona, Espanha, 10 de fevereiro de 2020. EPA/ANDREU DALMAU
Um trabalhador com uma máscara protectora sai do centro de congressos durante os preparativos para o Mobile World Congress, em Barcelona, Espanha, 10 de fevereiro de 2020. EPA/ANDREU DALMAU

Mais de 30 empresas já tinham cancelado a sua participação no evento. Cancelamento pode ter impacto de 500 milhões.

A realização do Mobile World Congress (MWC), uma das maiores feiras de tecnologia que se realiza anualmente em Barcelona, foi cancelada devido a receios relativos ao coronavírus.

Mais de 30 empresas já tinham cancelado a sua participação no evento que estava previsto para daqui a duas semanas. As duas mais recentes foram a Nokia e a Deutsche Telekom que vêm assim juntar-se a uma lista que conta já com mais de 30 tecnológicas, entre elas gigantes como o Facebook, Sony, LG, Amazon e Intel.

As companhias têm justificado a desistência em participar no MWC com receios de possíveis contágios do coronavírus, que teve origem em Wuhan, na China, e já causou 1.118 vítimas mortais e 45.211 contagiados.

Para salvaguardar” um ambiente seguro e saudável em Barcelona e no país anfitrião, a GSMA cancelou o MWC Barcelona 2020 porque a preocupação global com o surto de coronavírus, a preocupação com viagens e outras circunstâncias tornam impossível a realização do evento”, afirma John Hoffman, CEO da organizadora do evento, GSMA Limited, em comunicado.

O anúncio, que foi comunicado no final de tarde desta quarta-feira, surge depois do conselho da GSMA ter decidido manter o evento, numa reunião de emergência que teve lugar hoje.

“A nossa solidariedade neste momento está com as pessoas que foram afetadas na China e em todo o mundo”, refere.

Adianta que as entidades de Barcelona “compreendem esta decisão”. “A GSMA e as entidades da cidade anfitriã continuarão a trabalhar em uníssono e a apoiar-se mutuamente para o MWC Barcelona 2021 e edições futuras”, acrescenta.

O CEO da GSMA lembra, no mesmo comunicado, que “desde a primeira edição do Mobile World Congress, em 2006, a GSMA reuniu a indústria, governos, ministros” e “operadores e líderes da indústria em todo o ecossistema”.

O cancelamento de um dos grandes eventos de tecnologia do mundo pode ter um impacto de 500 milhões de euros para a cidade de Barcelona, segundo o jornal Cinco Días.

A realização do evento estava prevista para ocorrer entre 24 e 27 de fevereiro.

Na edição de 2019, o MWC registou 109.000 participantes de 198 países e territórios, incluindo 7.900 CEOs, nomeadamente alguns dos maiores gigantes mundiais de tecnologia.

Atualizada às 19H51 com mais informação

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Artur Machado/Global Imagens

Excesso de cabrito e leitão não faz baixar o preço na Páscoa

Fernando Faria de Oliveira, presidente da Associação Portuguesa de Bancos. TIAGO PETINGA/LUSA

Bancos dizem que condições das linhas de crédito foram definidas pelo Governo

Fotografia: Regis Duvignau/Reuters

Quase 32 mil empresas recorrem ao lay-off. 552 mil trabalhadores em casa

Mobile World Congress cancelado devido ao coronavírus