Moedas: “Executámos 400 reformas nestes dois anos e meio”

Carlos Moedas
Carlos Moedas

Carlos Moedas sublinhou hoje a importância das reformas estruturais para a recuperação económica de Portugal. A participar no Lisbon Summit, em Cascais, o governante, afirmou que foram executadas mais de 400 medidas que estavam no programa de ajustamento e não só.

“Conseguimos nestes dois anos e meio executar 400 medidas de reforma contidas no memorando. Foi uma média de três por semana”, garantiu o responsável, adiantando que “os resultados [destas mesmas reformas] já vêm a ser sentidos”

Carlos Moedas lembra ainda que “poucos têm presente que o memorando [de entendimento] continha centenas de reformas da economia e que o programa de governo continha dezenas de reformas adicionais”.

No total de reformas aplicadas, o secretário de Estado adjunto recorda na área judicial um novo código de Processo Civil e um novo Código de Insolvências; na concorrência a nova lei da concorrência alinhada às “melhores práticas europeias”. Além disso, “foi criado um novo tribunal especializado; feitas alterações profundas ao nível do licenciamento das atividades económicas; simplificámos o licenciamento; alterámos o Código do Trabalho em parte com o apoio dos sindicatos; lançámos novas políticas de emprego e um novo dinamismo no mercado de arrendamento”.

Ou seja, “poucas áreas ficaram de fora da agenda de transformação estrutural”, detalhou o responsável, adiantando que ainda há “muito trabalho pela frente”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

António Mexia, CEO da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Saída de clientes da EDP já supera as entradas

Outros conteúdos GMG
Moedas: “Executámos 400 reformas nestes dois anos e meio”