Moedas: “Executámos 400 reformas nestes dois anos e meio”

Carlos Moedas
Carlos Moedas

Carlos Moedas sublinhou hoje a importância das reformas estruturais para a recuperação económica de Portugal. A participar no Lisbon Summit, em Cascais, o governante, afirmou que foram executadas mais de 400 medidas que estavam no programa de ajustamento e não só.

“Conseguimos nestes dois anos e meio executar 400 medidas de reforma contidas no memorando. Foi uma média de três por semana”, garantiu o responsável, adiantando que “os resultados [destas mesmas reformas] já vêm a ser sentidos”

Carlos Moedas lembra ainda que “poucos têm presente que o memorando [de entendimento] continha centenas de reformas da economia e que o programa de governo continha dezenas de reformas adicionais”.

No total de reformas aplicadas, o secretário de Estado adjunto recorda na área judicial um novo código de Processo Civil e um novo Código de Insolvências; na concorrência a nova lei da concorrência alinhada às “melhores práticas europeias”. Além disso, “foi criado um novo tribunal especializado; feitas alterações profundas ao nível do licenciamento das atividades económicas; simplificámos o licenciamento; alterámos o Código do Trabalho em parte com o apoio dos sindicatos; lançámos novas políticas de emprego e um novo dinamismo no mercado de arrendamento”.

Ou seja, “poucas áreas ficaram de fora da agenda de transformação estrutural”, detalhou o responsável, adiantando que ainda há “muito trabalho pela frente”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lisboa casas turismo salarios portugal

Turismo em crise já pensa no day after

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Governo estima que mais de um terço dos empregados fique em lay-off

Mário Centeno, Ministro das Finanças.
Fotografia: Francois Lenoir/Reuters

Folga rara. Custo médio do petróleo está 10% abaixo do previsto no Orçamento

Moedas: “Executámos 400 reformas nestes dois anos e meio”