Moratórias de crédito à habitação terminam em março para milhares de famílias

Algumas famílias abrangidas pela moratória privada de crédito à habitação estão a ser contactadas pelos bancos para retomar os pagamentos em abril.

A moratória privada, criada pelos bancos para os créditos à habitação, termina no dia 31 de março - sem prolongamento à vista. Conforme avança o jornal Público na edição desta quinta-feira, embora a moratória pública ou do Estado para este tipo de créditos termine a 30 de setembro, a opção dos bancos expira já no próximo mês.

O diário indica que alguns bancos já estão inclusive a contactar os clientes, relembrando o regresso das mensalidades em abril. Os bancos estarão também a sugerir aos clientes, nas situações em que estes não tenham disponibilidade para suportar a amortização de capital e juros pendentes, a procurar soluções como a renegociação de crédito ou até soluções mais abrangentes, como a consolidação de vários créditos.

Na área da renegociação de crédito contam-se opções como a fixação de períodos de carência de capital ou juros, alargamento do prazo do contrato, etc.

Em declarações ao Público, a diretora doGabinete de Proteção Financeira da Deco mostra-se preocupada com o fim das moratórias, apelando aos particulares para contactar antecipadamente as instituições financeiras assim que se apercebam de que não têm condições para pagar os créditos.

De acordo com dados revelados pela Deco esta semana, mais de 30 mil famílias consultaram este gabinete da associação de defesa do consumidor ao longo de 2020.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de