Morreu o empresário Rui Nabeiro

O empresário e comendador Rui Nabeiro, fundador do grupo Nabeiro - Delta Cafés, morreu neste domingo aos 91 anos, vítima de doença, no Hospital da Luz, em Lisboa

"É com profundo pesar que a família Nabeiro informa que faleceu hoje, dia 19 de março, o Comendador Manuel Rui Azinhais Nabeiro, presidente e fundador do Grupo Nabeiro - Delta Cafés", pode ler-se num comunicado enviado pelo grupo à Imprensa.

O comendador Rui Nabeiro "encontrava-se hospitalizado no Hospital da Luz, devido a problemas respiratórios", pode ler-se no mesmo comunicado, enviado pelo Grupo Nabeiro.

Manuel Rui Azinhais Nabeiro nasceu a 28 de março de 1931, em Campo Maior, filho de Manuel dos Santos Nabeiro e de Maria de Jesus Azinhais. Casou com Alice do Carmo Gonçalves Nabeiro e tiveram dois filhos - Helena Maria Gonçalves Nabeiro Tenório e João Manuel Gonçalves Nabeiro, que integram o Conselho de Administração do Grupo Nabeiro - Delta Cafés - e quatro netos Rui Miguel Nabeiro, atual CEO do Grupo Nabeiro - Delta Cafés, Rita Nabeiro e Ivan Nabeiro, que integram o órgão executivo, e Marcos Tenório Bastinhas, de acordo com as notas biográficas a que o Dinheiro Vivo teve acesso.

"Com o ensino básico de habilitações, logo nos bancos de escola se salientava dos demais colegas pela sua iniciativa e pela sua capacidade de liderança", indicam as mesmas notas. Mas, aos 17 anos, após a morte do pai, assumiu os destinos da pequena sociedade familiar, a Torrefacção Camelo Lda.

"O espírito empreendedor e a forte ética de trabalho estiveram sempre presentes nos momentos decisivos da sua vida e, em 1961, criou a Delta Cafés, dando origem a um grupo empresarial que hoje lidera o mercado dos cafés em Portugal e em forte expansão nos mercados internacionais."

De acordo com a informação à Imprensa, a marca Delta era distribuída em todo o país poucos meses da sua fundação, tendo sido aberto um entreposto comercial em Lisboa, em 1963 e outro no Porto, em 1964.

Incursão na política

Mas o percurso de Rui Nabeiro não se limitou à vida empresarial. Antes do 25 de abril de 1974, e por duas vezes, foi nomeado presidente da Câmara Municipal de Campo Maior - em 1962 e em 1972 - voltando a exercer o cargo em 1977, sendo reeleito duas vezes, e mantendo-se no cargo até 1986, indicam as notas biográficas

"Com uma visão futurista e de ambição, fundou a Novadelta no ano de 1982 e dois anos mais tarde criou a maior fábrica de torrefação da Península Ibérica, existente na época."

Reportando à biografia oficia, "o Grupo Nabeiro - Delta Cafés nasceu em 1988, dando origem à criação de mais de duas dezenas de empresas e com intervenção direta em áreas tão diversas como a agricultura e vitivinicultura, distribuição alimentar e de bebidas, retalho automóvel, comércio imobiliário e hotelaria".

"A Delta Cafés, na pessoa do seu fundador, Manuel Rui Azinhais Nabeiro, transportou para o modelo de negócio a essência relacional da magia do café. O relacionamento entre a Delta e os seus clientes é em todo idêntico ao do homem do balcão e do seu cliente de todas as manhãs, pois aprenderam juntos a confiar e a partilhar a vida no sabor e aroma de uma chávena de café."

Um dos aspetos destacados é que a Delta, desde a sua fundação, "assentou em valores sólidos e princípios que se refletiram na criação de uma marca de Rosto Humano, assente na autenticidade das relações com todas as partes interessadas".

Reconhecimento público

O mérito empresarial foi reconhecido com a atribuição do grau de Comendador da Ordem Civil do Mérito Agrícola, Industrial e Comercial - Classe Industrial, pelo Presidente da República Mário Soares, a 9 de junho de 1995. Mas, a 5 de janeiro de 2006, foi novamente distinguido como Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.

No plano social, em 2007 inaugurou o Centro Educativo Alice Nabeiro, para dar resposta às necessidades extra-escolares das crianças de Campo Maior, "um espaço orientado pela visão do seu mentor, que desde a sua raiz quis fazer do CEAN uma escola onde as crianças ambicionem ser empreendedoras, proativas, talentosas e que se possam destacar pelo seu potencial."

Ainda no âmbito educativo, a Universidade de Évora criou, em 2009, a Cátedra Rui Nabeiro, com o patrocínio da Delta, destinada à promoção da investigação, do ensino e da divulgação científica na área da biodiversidade.

Nesse mesmo ano, recebeu "uma das maiores distinções atribuídas pelo país vizinho e, por indicação do Rei de Espanha, foi honrado com a notável insígnia - A Comenda da Ordem de Isabel a Católica". A ligação a Espanha foi aprofundada em 2010, quando foi nomeado Cônsul Honorário de Espanha, com jurisdição nos distritos de Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja.

Várias distinções

Em 2012 recebeu o doutoramento "Honoris causa" em Ciência Política, atribuído pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.

Em 2021 foi homenageado pela Câmara Municipal de Coimbra com a Medalha da Cidade de Coimbra e, no mesmo ano, foi agraciado pela Câmara Municipal de Lisboa, com a Medalha de Honra da Cidade de Lisboa, e recebeu a Chave de Vila Nova de Gaia, a mais alta distinção honorífica desse município.

No ano passado, em junho, foi a vez de a Universidade de Coimbra, sob proposta da Faculdade de Economia, atribuir a Rui Nabeiro o Doutoramento Honoris Causa, pelo seu "indiscutível mérito profissional e qualidades humanas que constituem uma referência inspiradora para toda a sociedade".

Ainda em 2022, foi considerado o líder mais relevante e com melhor reputação de Portugal, segundo o estudo anual RepScore da Consultora OnStrategy, e condecorado pelo Exército com a Medalha de D. Afonso Henriques - Mérito do Exército, 1.ª classe e agraciado com o Globo de Ouro de Mérito e Excelência - SIC, outorgado pela estação televisiva SIC.

Entre outras distinções, as notas biográficas acrescentam o Prémio Personalidade de Confiança, atribuído pelas Selecções do Reader"s Digest por diversas ocasiões, e o Prémio Carreira Qualidade, atribuído pela Associação Portuguesa para a Qualidade.

"Rui Nabeiro foi um empreendedor nato. A par de todas as distinções é igualmente reconhecido como um exemplo ético e de uma liderança centrada em valores humanistas que se refletem no compromisso a longo prazo perante a comunidade, trabalhadores e parceiros."

A terminar, as notas biográficas referem que "o Grupo Nabeiro preserva os valores desde a sua origem e, de forma coesa, tem-se desenvolvido com uma visão de renovação e de inovação e é desta forma que continuará o legado do Comendador Rui Nabeiro".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de