Coronavírus

Motoristas de mercadorias chamados a apoiar Estado de Emergência

Fotografia: José Carmo/Global Imagens
Fotografia: José Carmo/Global Imagens

A suspensão tem um prazo de 15 dias e visa facilitar e agilizar o transporte terrestre de bens essenciais,

O Governo decidiu suspender temporariamente o limite máximo diário de condução dos motoristas de mercadorias e as disposições relativas aos períodos de repouso semanal para “facilitar e agilizar” o transporte terrestre de bens essenciais, anunciou o Ministério das Infraestruturas e Habitação. A suspensão tem um prazo de 15 dias e vai em em linha com as orientações europeias.
O transporte de mercadorias tem sido feito essencialmente por via rodoviária e só com estes profissionais é possível é continuar a assegurar o abastecimento das populações de bens-
Segundo comunicado do Ministério das Infraestruturas, “estas medidas estão também alinhadas com o aprovado pelas autoridades espanholas, no sentido de uniformizar procedimentos e entendimentos ao nível do território ibérico”.
As derrogações foram tomadas em articulação com o Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) e com o setor. O comunicado sublinha que estas decisões “não podem de forma alguma colocar em causa a segurança rodoviária e dos motoristas, sendo cada um responsável por não conduzir se estiver cansado ou com sinais de fadiga”. Os empregadores devem também garantir a saúde e segurança dos seus trabalhadores.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, Pedro Siza Vieira, ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, e Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.  MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salários, crédito, moratórias e rendas. O que vai ajudar famílias e empresas

EPA/Enric Fontcuberta

Mais de 100 mil recibos verdes candidataram-se ao apoio à redução da atividade

A ministra da Saúde, Marta Temido.. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

295 mortos e 11 278 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Motoristas de mercadorias chamados a apoiar Estado de Emergência