Coronavírus

Motoristas de mercadorias chamados a apoiar Estado de Emergência

Fotografia: José Carmo/Global Imagens
Fotografia: José Carmo/Global Imagens

A suspensão tem um prazo de 15 dias e visa facilitar e agilizar o transporte terrestre de bens essenciais,

O Governo decidiu suspender temporariamente o limite máximo diário de condução dos motoristas de mercadorias e as disposições relativas aos períodos de repouso semanal para “facilitar e agilizar” o transporte terrestre de bens essenciais, anunciou o Ministério das Infraestruturas e Habitação. A suspensão tem um prazo de 15 dias e vai em em linha com as orientações europeias.
O transporte de mercadorias tem sido feito essencialmente por via rodoviária e só com estes profissionais é possível é continuar a assegurar o abastecimento das populações de bens-
Segundo comunicado do Ministério das Infraestruturas, “estas medidas estão também alinhadas com o aprovado pelas autoridades espanholas, no sentido de uniformizar procedimentos e entendimentos ao nível do território ibérico”.
As derrogações foram tomadas em articulação com o Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) e com o setor. O comunicado sublinha que estas decisões “não podem de forma alguma colocar em causa a segurança rodoviária e dos motoristas, sendo cada um responsável por não conduzir se estiver cansado ou com sinais de fadiga”. Os empregadores devem também garantir a saúde e segurança dos seus trabalhadores.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Lisboa,  29/09/2020 - Ursula Von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia.
(Paulo Alexandrino/Global Imagens)

Ursula von der Leyen. “Portugal é único e tem agora oportunidades maravilhosas”

Portugal's Prime Minister Antonio Costa speaks during presentation of the European and Portuguese Recovery and Resilience Plans, at Champalimaud Foundation, in Lisbon, Portugal, 29 September 2020. Ursula Von Der Leyen is in Lisbon for a two-day official visit. MÁRIO CRUZ/LUSA

Portugal recorrerá só a subvenções. Empréstimos só quando situação melhorar

ANTONIO COTRIM/ LUSA

Von der Leyen: Instrumento “SURE é um escudo para os trabalhadores e empresas”

Motoristas de mercadorias chamados a apoiar Estado de Emergência